Semana de definição

Até o dia 16 de novembro todas as seleções que disputarão a Copa 2018 estarão definidas

Sergio du Bocage - 09/11/2017 09h09

Enquanto o técnico Tite observa um ou outro jogador, em dois amistosos da Seleção Brasileira – dia 10 contra o Japão e dia 13 contra a Inglaterra, primeira seleção europeia que Tite irá enfrentar – 20 seleções irão brigar, até o dia 16, pelas nove vagas restantes na Copa da Rússia. É a reta final das eliminatórias, incluindo a briga por três vagas da África, quatro da repescagem europeia e outras duas da repescagem mundial.

Difícil prever quem serão as novas representantes da Europa na Copa da Rússia. Lá já estão Alemanha, Portugal, Bélgica, Polônia, França, Espanha, Inglaterra, Sérvia e Islândia. A Suíça leva ligeira vantagem sobre a Irlanda do Norte. A Croácia também tem certo favoritismo sobre a Grécia. Mas entre Suécia e Itália não dá para arriscar palpite. E o mesmo podemos dizer do confronto entre Dinamarca e Irlanda. Até o dia 14 saberemos os classificados.

Na repescagem mundial, em tese, o Peru deverá passar pela Nova Zelândia, apesar da ausência do atacante Guerrero, afastado por suspeita de doping. E Honduras e Austrália fazem um jogo sem favorito. Os hondurenhos garantiram a vaga na última rodada, vencendo o México, já classificado. Mas a decisão será na Austrália e isso tem de ser levado em conta.

Por fim, as eliminatórias africanas. Nigéria e Egito já estão na Copa. A Tunísia joga pelo empate contra a Líbia, em casa – e o adversário perdeu quatro dos cinco jogos que fez até agora. O Congo tem chances matemáticas no Grupo A, mas na prática é muito difícil.

No Grupo C, a Costa do Marfim, que tem 8 pontos, recebe Marrocos, que tem 9, num confronto direto pelo vaga. No jogo de ida houve empate de 0 a 0, resultado que classificaria os marroquinos.

E no Grupo D a briga é a mais intensa porque, por uma suspeita de manipulação de resultado, o jogo entre África do Sul e Senegal terá de ser disputado de novo. Com isso, as quatro seleções ainda reúnem chances de classificação. Mas se Senegal vencer os sul-africanos, irá carimbar a vaga, com uma rodada de antecedência.

Dia 16 tudo estará definido. E dia 1º de dezembro, a Fifa irá sortear os grupos da Copa em Moscou.

BASQUETE

Houve um tempo em que o basquete era o segundo esporte na preferência do torcedor brasileiro. Mas, ao longo dos anos, outras modalidades ocuparam esse espaço, até por causa da nossa decadência nas competições. Agora vamos tentar de novo. A Confederação Brasileira de Basquete, sob nova administração, trouxe o técnico croata Aleksandar Petrovic. E já se prepara para novos desafios – o primeiro deles, garantir vaga no Mundial da China, ano que vem. Fica daqui a torcida por uma “cesta de três” nessa nova caminhada.

 

Sergio du Bocage é carioca e jornalista esportivo desde 1982. Trabalhou no Jornal dos Sports, na TV Manchete e na Rádio Globo. É gerente de programas esportivos da TV Brasil e apresenta o programa “No Mundo da Bola”.