O Maraca é nosso!

O Maracanã será gerido pela dupla Fla-Flu. Que essa parceria dê certo, é o que espera o futebol carioca

Sergio du Bocage - 05/04/2019 17h40


Quem me conhece sabe: não fui favorável à realização da Copa do Mundo no Brasil. E por um motivo simples: não tínhamos estádios, mas sim necessidades maiores em diversas outras áreas que precisariam do dinheiro a ser gasto na construção das tais arenas. O fim da história já sabemos – superfaturamentos, obras mal feitas, elefantes brancos -, mas no caso específico do Rio, a tristeza com o fim do Maracanã.

Sim. O Maracanã acabou. Aquele estádio que tinha alma, não existe mais. Pelo menos até hoje. Seguiu como estádio do lado de fora, mas por dentro é uma arena como outra qualquer, que não dá para ser identificada pelos vídeos, como era antes da obra.

O Maraca passou a ser gerido por uma empresa, tudo nele é negócio. O preço dos ingressos subiu, o torcedor “povão” se afastou e só mais recentemente voltamos a ter públicos superiores a 50 mil pessoas, o que no passado era pouco.

Mas a gente se adapta ao novo futebol (incluindo o tal árbitro de vídeo) e ainda sonha com tempos melhores. No passado, o Maracanã era do Governo do Estado. E voltou. E já não é mais de novo. Essa semana foi anunciado que a gestão do estádio ficará com a dupla Fla-Flu.

Não se sabe ainda os termos do contrato, mas, que me desculpem os tricolores, não dá para ser uma parceria igual. Historicamente a torcida do Flamengo marca presença muito maior, gerando, com isso, mais receita. O Fluminense, inclusive, devia cerca de R$ 700 mil ao consórcio que geria o estádio, por falta de pagamento.

Não sei, de verdade, se vai dar certo, infelizmente.

Mas a gente torce para que sim. E Flamengo e Fluminense prometem que vão negociar sem problemas com Vasco e Botafogo. Mas deixam claro, também, que o estádio está aberto para shows.

O que não pode acontecer é copiar os italianos. Em Milão, a Inter e o Milan dividem o mesmo estádio – o Giuseppe Meazza, também conhecido como San Siro, de acordo com a torcida que vai lá. Por aqui, que seja sempre Maracanã. Afinal, o Maraca é nosso, aha uhu!

Sergio du Bocage é carioca e jornalista esportivo desde 1982. Trabalhou no Jornal dos Sports, na TV Manchete e na Rádio Globo. É gerente de programas esportivos da TV Brasil e apresenta o programa “No Mundo da Bola”.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo