Elas e eles no futebol

#euconsumofutebolfeminino deverá estar em todas as publicações dos torcedores a fim de motivar patrocinadores do esporte

Sergio du Bocage - 13/06/2019 12h54

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Copa do Mundo de Futebol Feminino, na França, já começou. A Copa América, de futebol masculino, começa no Brasil neste dia 14. Uma hashtag foi criada para que seja averiguado o interesse do público no futebol feminino, de forma que seja mostrado o quanto essa modalidade já chama a atenção do torcedor brasileiro, e que isso motive a participação de patrocinadores. Durante o período em que as duas competições estiverem sendo disputadas simultaneamente, a #euconsumofutebolfeminino deverá estar em todas as publicações dos torcedores. E, sei não, mas acho que elas vão ter mais apoio do que eles.

A Seleção Feminina ainda busca espaço. Na verdade, o futebol feminino ainda não ganhou no Brasil a dimensão que merece em outros países. Temos a Marta, a Cristiane, a Formiga, uma geração que se despede dos campos em breve, mas que, infelizmente, até o momento, não teve uma conquista internacional que a consagrasse. Fica a expectativa pelas gerações futuras. Mas pelo que vem sendo feito pela Conmebol e pela CBF, a tendência é de que elas encontrem mais apoio e espaço para jogarem bola.

Mas independentemente disso, elas estão chamando a atenção agora. E fazem por merecer o carinho da torcida, ao contrário deles, que estão novamente distantes do torcedor. Esta realidade se concretiza, graças à polêmica envolvendo o Neymar e a postura de Tite, que passou a mão na cabeça de seu atacante e deixou de chamar alguns jogadores para futuras competições, em detrimento de alguns mais veteranos, que não vão estar na Copa do Qatar, em 2022, mas que, em tese, deixam o time mais experiente para tentar o título agora no Brasil.

É claro que o torcedor quer ver as duas seleções com a taça na mão. Mas eu não tenho a menor dúvida de que será motivo de muito mais orgulho ver nossas meninas campeãs, como prêmio pela dedicação de cada uma delas ao longo de uma carreira inteira.

Sergio du Bocage é carioca e jornalista esportivo desde 1982. Trabalhou no Jornal dos Sports, na TV Manchete e na Rádio Globo. É gerente de programas esportivos da TV Brasil e apresenta o programa “No Mundo da Bola”.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo