Pensando dentro e fora da caixa

Não podemos cair no equívoco de confundir velho com obsoleto e nem tradição com tradicionalismo

Luciano Vilaça - 13/03/2019 11h40

Os seres humanos possuem um potencial mental extraordinário Foto: Pixabay

Esta coluna tem o objetivo de nos ajudar a superar padrões mentais recorrentes, a construir novas formas de pensar, a fazer caminhos novos e não pensados ainda e a articular pensamentos de matizes opostas. Ela nos convida a transteorizar, transdisciplinar, transculturalizar, transgredir, reformular a nossa maneira de enxergar e atuar no mundo. O caminho proposto nos ajuda a pensar, simultaneamente, dentro e fora da caixa, ao considerar que muitas respostas para o cotidiano, para as organizações e instituições encontram-se também dentro da caixa: na cultura, na tradição, nos limites e nas ordens estabelecidas, na linearidade e previsibilidade das suas causas e efeitos. Em inúmeras experiências e situações, nada é mais novo que o velho. Não podemos cair no equívoco de confundir velho com obsoleto e nem tradição com tradicionalismo.

Os seres humanos possuem um potencial mental extraordinário que, em virtude da fragmentação do nosso modo de pensar e de nossos estilos explicativos limitantes, não é acessado e nem potencialmente utilizado. A complementaridade dialógica permite-nos expandir a nossa forma e a nossa capacidade de pensar, além de potencializar o nosso cérebro, permitindo-nos desenvolver novas conexões neurais e novas habilidades. Portanto, permite-nos ser mais eficientes, inteligentes e positivos.

Ao te levar a pensar dentro e fora da caixa, esta coluna irá propor que o feminino e o masculino, o amor e o poder se aliem e façam as pazes, que se sobreponham a seus desencontros e antagonismos históricos, a fim de mobilizar-nos e capacitar-nos a construir famílias, comunidades, organizações e instituições mais sadias e, consequentemente, um mundo muito melhor para nós, nossos filhos e netos.

“Nada irá mudar no futuro sem maneiras novas de pensar” (Einstein). Esse é o grande objetivo desta coluna: auxiliá-lo a construir novas formas de pensar e enxergar a si mesmo, o outro e o mundo, de uma nova maneira.

* Trecho extraído do livro Dentro e Fora da Caixa, de Luciano Vilaça.

Luciano Vilaça é coordenador e professor dos cursos de mestrado e doutorado da Atenas College University. Formado em Liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute – Singapura e em Negotiation and Leadership pela Universidade de Harvard. Destaca-se por sua vasta experiência como psicólogo, psicanalista e consultor de negócios e por sua rica formação acadêmica, incluindo graduações em Direito e Psicologia, especializações em família e negócios, dois mestrados e doutorado por renomadas instituições, como Harvard, UFRJ, FGV, PUC- RJ e Florida Christian University. Autor de vários livros, dentre eles, Dentro e Fora da Caixa.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo