Complexidade: A grande marca da nova economia

Resolução de problemas complexos: A competência crítica no século XXI

Luciano Vilaça - 27/03/2019 11h09

Nos próximos anos, 36% das atividades em todos os setores da economia deverão exigir habilidades relacionadas à resolução de problemas complexos Foto: Shutterstock

As complexidades globais emergentes e as demandas específicas de nossa brasilidade requerem níveis cada vez mais elevados de competências, profissionalização e capacitação dos nossos líderes, gestores e educadores.

A concorrência nunca foi tão acirrada; essa geração vem sendo mais instruída e a cada dia passa mais tempo estudando; o mundo é cada vez mais complexo; os ambientes de negócios são mais imprevisíveis, dinâmicos e mais interligados do que nunca.

No século XXI, a complexidade vem tomando proporções gigantescas, o que torna muito mais difícil gerir uma empresa hoje, se compararmos a duas ou três décadas atrás. A diferença mais notável é o grau de complexidade com o qual os gestores precisam lidar atualmente.

Não é sem-razão que o Fórum Econômico Mundial elegeu a resolução de problemas complexos como a competência crítica mais importante no mercado de trabalho e no mundo corporativo. Estimam-se que nos próximos anos, 36% das atividades em todos os setores da economia deverão exigir habilidades relacionadas à resolução de problemas complexos. Complexidade é a grande marca da nova economia.

Além de ser, por excelência, o paradigma de nossa era, por meio da qual a realidade deve ser lida e compreendida, a complexidade é também uma das principais características do próprio Cosmo, dos organismos vivos, dos fenômenos sociais e de tudo que é essencialmente humano. O próprio ambiente onde tais fenômenos acontecem – como em nenhum outro tempo – é também atravessado pela complexidade.

Luciano Vilaça é coordenador e professor dos cursos de mestrado e doutorado da Atenas College University. Formado em Liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute – Singapura e em Negotiation and Leadership pela Universidade de Harvard. Destaca-se por sua vasta experiência como psicólogo, psicanalista e consultor de negócios e por sua rica formação acadêmica, incluindo graduações em Direito e Psicologia, especializações em família e negócios, dois mestrados e doutorado por renomadas instituições, como Harvard, UFRJ, FGV, PUC- RJ e Florida Christian University. Autor de vários livros, dentre eles, Dentro e Fora da Caixa.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo