A complementaridade dialógica potencializa o nosso cérebro

A capacidade dialógica do cérebro permite-nos ser mais eficientes, inteligentes e positivos

Luciano Vilaça - 24/04/2019 10h10

A dialógica pressupõe sempre duas lógicas, dois princípios que coexistem simultaneamente: a unidade e a diversidade são mantidas ao mesmo tempo Foto: Shutterstock

Os seres humanos possuem um potencial mental extraordinário que, em virtude da fragmentação do nosso modo de pensar e de nossos estilos explicativos limitantes, não é acessado e nem potencialmente utilizado. A complementaridade dialógica permite-nos expandir a nossa forma e a nossa capacidade de pensar e potencializa o nosso cérebro, permitindo-nos desenvolver novas conexões neurais e novas habilidades.

A dialógica pressupõe sempre duas lógicas, dois princípios que coexistem simultaneamente: a unidade e a diversidade são mantidas ao mesmo tempo. Na dialógica existe uma ‘unidualidade’; ideia que comporta uma simultaneidade de dimensões opostas, como os tratos neurais (lógico, linear e racional) e as redes neurais (associativo, emocional, criativo).

Portanto, a capacidade unidual do cérebro permite-nos ser mais eficientes, inteligentes e positivos. Ao fazermos uso de modelos cognitivos e de organizações neurais complementares, adquirimos uma maior flexibilidade cognitiva e podemos ter resultados infinitamente melhores em qualquer área de nossa vida.

Para a construção de uma nova ordem, precisamos de um pensamento integrador, que acolha e articule a simultaneidade dos opostos: ordem e liberdade, consciente e inconsciente, continência e horizontes de liberdade, raízes e asas.

Por meio desta coluna, você poderá compreender que thanatos e eros, positividade e negatividade, são forças definidoras da nossa existencialidade, que o dentro e o fora, competição e cooperação, rápido e devagar, direito e esquerdo, biológico e social, linear e associativo, são pares binários complementares que se encontram na própria natureza das coisas e devem coexistir dentro uma perspectiva dialógica: a vida só flui na confluência dos opostos.

Luciano Vilaça é coordenador e professor dos cursos de mestrado e doutorado da Atenas College University. Formado em Liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute – Singapura e em Negotiation and Leadership pela Universidade de Harvard. Destaca-se por sua vasta experiência como psicólogo, psicanalista e atuação como coach; consultor de negócios, consultor sênior do GC5 e por sua rica formação acadêmica, incluindo graduações em Direito e Psicologia, especializações em família e negócios, dois mestrados e doutorado por renomadas instituições, como Harvard, UFRJ, FGV, PUC- RJ e Florida Christian University. Autor de vários livros, dentre eles, Dentro e Fora da Caixa.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo