A potencialidade unidual do cérebro

Complexidade é a palavra-chave na compreensão do funcionamento do cérebro

Luciano Vilaça - 03/04/2019 15h07

As diferentes zonas cerebrais se comunicam a partir de uma gigantesca teia de interconexões Foto: Shutterstock

A complexidade faz parte da própria natureza das coisas. O próprio cérebro humano é essencialmente complexo, dialógico e “unidual”. Nele atualizam-se o atravessamento dos opostos e a possibilidade da coexistência de duas lógicas e de uma variedade de maneiras de estruturar o pensamento. Aliás, complexidade é a palavra-chave na compreensão do funcionamento do cérebro: as diferentes zonas cerebrais se comunicam a partir de uma gigantesca teia de interconexões complexíssimas. A realidade que experienciamos não seria possível sem seus 100 bilhões de neurônios, que provocam uma explosão química de energia através de suas sinapses (estima-se que seja em torno de um quatrilhão).

Projetamos aviões, criamos tecnologias, escrevemos poemas, harmonizamos notas musicais… O nosso cérebro é que nos possibilita tudo isso. Além de estruturar os nossos pensamentos, ele nos permite sentir, tocar, saborear, falar. Controla os batimentos cardíacos, a excitação, o desejo sexual, a respiração e uma infinidade de funções fisiológicas. Ele cria, dá forma e luz ao nosso mundo, oferecendo-nos o que demandamos dele, e está sempre diante de possibilidades infinitas.

Por isso, esta coluna nos convida a fazer um outro percurso, a pensar de modo complexo, paradoxal e dialógico, não dialético e não diabólico. Desta forma, propõe uma maneira de pensar que nos permita o florescimento de uma nova lógica, uma lógica dialógica, que una opostos, que vincule e articule diferenças, não uma lógica que segrega e divide. Apresenta-nos o caminho da simultaneidade e complementaridade dos opostos, um caminho que nos faça perceber a unidualidade do humano e dos seus fenômenos ao nos libertar de uma síntese simplificadora.

Luciano Vilaça é coordenador e professor dos cursos de mestrado e doutorado da Atenas College University. Formado em Liderança pelo Haggai Advanced Leadership Institute – Singapura e em Negotiation and Leadership pela Universidade de Harvard. Destaca-se por sua vasta experiência como psicólogo, psicanalista e consultor de negócios e por sua rica formação acadêmica, incluindo graduações em Direito e Psicologia, especializações em família e negócios, dois mestrados e doutorado por renomadas instituições, como Harvard, UFRJ, FGV, PUC- RJ e Florida Christian University. Autor de vários livros, dentre eles, Dentro e Fora da Caixa.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo