O mundo de Passarinha. Uma história sobre autismo, amor e empatia

Como uma garotinha descobre que nem tudo é preto e branco, mas cheio de cores, confuso e belo

Ellem Barboza - 02/08/2018 11h02

Olá leitores do Pleno.News, que maravilha poder compartilhar mais uma história incrível com vocês.

Hoje eu quero indicar um dos livros mais lindos, doces e especiais que eu já li: Passarinha. Ele foi escrito pela Kathryn Erskine e publicado aqui no Brasil pela editora Valentina.

Passarinha é narrado em primeira pessoa por uma garotinha autista, Caitlin, que também sofre com a síndrome de Asperger. Mas, essa menina, em toda a sua inocência, nos dá uma lição sobre empatia e amizade.

A HISTÓRIA
Caitlin é uma garotinha de 10 anos que acabou de perder o irmão Devon em um massacre que ocorreu na escola dele. Ela vive com o pai e os dois tentam superar a dor dessa perda. Mas para ela tudo é preto e branco e, muitas vezes não consegue captar o sentido das coisas, principalmente das metáforas que as pessoas usam tentando ajudá-la.

A garotinha que não gosta de olhar para as pessoas nem que invadam seu espaço pessoal, se volta, então, para os livros e dicionários, que considera fáceis por estarem repletos de fatos, preto no branco. Um dia, após ler a definição da palavra desfecho, tem certeza de que é exatamente disso que ela e seu pai precisam. E Caitlin está determinada a conseguir esse desfecho. Ela está tão decidida a trabalhar nisso, que consegue descobrir que nem tudo é realmente preto e branco, afinal, o mundo é cheio de cores, confuso mas belo.

Passarinha é um livro triste, mas lindo, especial, poético, encantador, nos faz ter esperança e querer transformar o mundo em um lugar melhor.

A história da Caitlin e da sua família é emocionante e o autismo é abordado de forma real e sensível. Esse é um daqueles livros que tem tanto a ensinar, que eu acho que TODO mundo precisa ler. E por que digo isso? Porque enquanto a história ia se desenrolando, minha vontade era abraçar Caitlin e escondê-la desse mundo tão cruel. A forma como ela descobre a empatia e a amizade é muito tocante. Por isso, recomendo.

Espero que vocês tenham gostado da dica de hoje.

Um beijo e até a próxima!

Ellem Barboza é médica, formada pela Universidade Federal de Pernambuco. É uma cristã apaixonada por livros desde a infância e acredita que boas leituras podem nos transformar em pessoas melhores. Em função de sua paixão literária é dona do Colecionando Primaveras, uma movimentada página no Instagram onde compartilha dicas e opiniões sobre livros.