Se você abre a carta que se marido deixou antes dele morrer

Histórias que nos fazem pensar em possibilidades inéditas e em situações inesperadas

Ellem Barboza - 09/11/2018 17h30

Olá, leitores do Pleno.News, tudo bem com vocês?

Hoje eu quero conversar com vocês sobre dois livros que retratam dramas familiares, com um toque de suspense que nos deixa ainda mais empolgados para ler de uma vez só.

O primeiro livro é O Segredo do meu Marido, da Liane Moriarty, publicado pela editora Intrínseca.

Sinopse:

Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta para ser aberta apenas depois que ele morresse. Imagine também que essa carta revela o pior e o mais profundo segredo dele – algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você esbarra nessa carta, enquanto seu marido ainda está bem vivo…

Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar de sua pequena comunidade, uma esposa e mãe devotada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia – ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela.

O Segredo do meu Marido tem dilemas muito reais que nos fazem refletir muito. E a narrativa da autora nos envolve tanto na história, que chegamos a sentir as angústias dos personagens. O tempo todo, a gente se pega pensando: se fosse eu no lugar dele, faria o que?

Outra coisa que eu amo muito nesse livro é o epílogo, que é um dos mais incríveis que eu já li na vida. Ele fecha o livro com chave de ouro e ainda nos deixa com o enredo na cabeça por vários dias.

O segundo livro é Pequenos Incêndios por toda Parte, da Celeste Ng, também publicado pela editora Intrínseca.

Sinopse:

Um encontro entre duas famílias completamente diferentes vai afetar a vida de todos. Em Shaker Heights, tudo é planejado: da localização das escolas à cor usada na pintura das casas. E ninguém se identifica mais com esse espírito organizado do que Elena Richardson.

Mia Warren, uma artista solteira e enigmática, chega nessa bolha idílica com a filha adolescente e aluga uma casa que pertence aos Richardson. Em pouco tempo, as duas se tornam mais do que meras inquilinas: todos os quatro filhos da família Richardson se encantam com as novas moradoras de Shaker. Porém, Mia carrega um passado misterioso e um desprezo pelo status quo que ameaça desestruturar uma comunidade tão cuidadosamente ordenada.

Os dramas e conflitos retratados em Pequenos Incêndios por toda Parte também são muito reais e o importante e o ponto forte da história é a forma como eles nos são apresentados. Celeste Ng nos mostra todos os lados da situação, de forma imparcial e nos deixa decidir de que lado ficar. ⠀

Isso faz refletir muito sobre não julgar uma situação/pessoa conhecendo apenas uma face dela, o certo e o errado nem sempre é preto e branco. Há uma gama de cores entre eles que nós simplesmente não podemos ignorar.

Bom, essas foram as dicas de hoje, espero que vocês tenham gostado e que aproveitem muito a leitura desses livros Beijos e até a próxima!
Ellem Barboza é médica, formada pela Universidade Federal de Pernambuco. É uma cristã apaixonada por livros desde a infância e acredita que boas leituras podem nos transformar em pessoas melhores. Em função de sua paixão literária é dona do Colecionando Primaveras, uma movimentada página no Instagram onde compartilha dicas e opiniões sobre livros.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo