Leia também:
X Encarando o silêncio

Exemplos financeiros: Uns o impulsionam; outros o travam

Refletir é muito importante, pois ajuda você a criar um plano de ação

Aline Rodrigues - 13/07/2021 16h00

Exemplos financeiros: Uns o impulsionam; outros o travam Foto: Freepik

Muitas atitudes em nossa vida são inspiradas pelo exemplo de pessoas próximas, de referências distantes e até mesmo dos influenciadores nas redes sociais. Alguns desses exemplos podem impulsioná-lo, ajudá-lo a querer saber mais; outros, porém, podem travá-lo, fazer você sentir inferior ou incapaz.

Pare e pense um instante em três exemplos financeiros positivos e em três exemplos financeiros negativos que você obteve. Avalie como eles influenciam sua vida e suas decisões financeiras, respondendo as seguintes perguntas:

1. Por qual motivo essa pessoa é um exemplo positivo ou negativo?

2. O que aprendi com ela e o que devo reproduzir?

3. O que aprendi com essa pessoa e que não devo jamais fazer?

4. De que forma posso aplicar esse aprendizado positivo em minha vida?

5. De que forma posso blindar o aprendizado negativo, para não atrapalhar minhas finanças?

Refletir sobre esses pontos é muito importante, pois isto vai ajudá-lo a pensar em suas reações diante das situações, a criar um plano de ação interno e, consequentemente, a sentir-se mais preparado para tomar decisões melhores ou até mesmo decisões erradas, mas de maneira consciente.

E aí, gostou dessa reflexão? Não deixe ela ficar só na cabeça. Busque colocá-la em prática em seu dia a dia e sempre pense nas consequências das suas atitudes financeiras em relação ao hoje e ao seu futuro financeiro.

Aline Rodrigues é graduada em Administração, consultora financeira e educadora financeira, profissional no mercado financeiro há 7 anos, atua como CEO da Finapse.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.