Leia também:
X TSE rebate documento do PL e chama relatório de mentiroso

Candidatos reservam agenda em preparação para debate na Globo

Evento está marcado para a noite desta quinta-feira

Pleno.News - 28/09/2022 21h06 | atualizado em 29/09/2022 11h45

Candidatos à Presidência durante o debate da Band Foto: Reprodução/TV Band

Candidatos à Presidência aproveitam as horas que restam, até a noite desta quinta-feira (29), para se prepararem para o último debate da campanha antes do primeiro turno, a ser realizado pela TV Globo. O evento é considerado importante por ocorrer tão próximo do pleito, quando parte dos eleitores indecisos finalmente definem o voto.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT), Soraya Thronicke (União Brasil), Felipe D’Avila (Novo) e Padre Kelmon (PTB) reservaram toda a agenda desta quarta (28), para “treinar” possíveis perguntas e respostas e avaliar cenários com suas equipes de comunicação para o evento.

O candidato do PT faltou ao debate promovido pelo Estadão no último sábado (24), para participar de dois comícios em São Paulo. O comparecimento ao último evento desse tipo é considerado estratégico para o petista, que tem feito uma campanha contra a abstenção no dia da eleição.

Segundo correligionários, Lula, que estaria liderando as pesquisas e almeja vencer o pleito no primeiro turno, quer usar a exposição na TV para convencer indecisos a comparecerem às urnas.

Entre os sete participantes – definidos de acordo com a Lei Eleitoral, a partir da representação mínima de cada partido na Câmara dos Deputados – apenas o presidente Jair Bolsonaro (PL) e a senadora Simone Tebet (MDB) assumiram compromissos não relacionados ao debate nesta quarta-feira.

Tebet visitou pela manhã o Mercado Municipal de São Paulo ao lado da vice, Mara Gabrilli (PSDB), e deve comparecer ainda a uma sabatina na TV Record à noite.

Pela manhã, o presidente visitou o Instituto Neymar Jr, recebendo logo em seguida um vídeo do próprio Neymar agradecendo a “visita ilustre”. Bolsonaro também participou à tarde de uma motociata em Santos (SP), ao lado de Tarcísio de Freitas (Republicanos), candidato ao governo de São Paulo, e do astronauta Marcos Pontes (PL), candidato ao Senado.

Ele ainda participou de comício em que voltou a chamar Lula de “maior ladrão da história do Brasil”.

*AE

Leia também1 Partido de Bolsonaro vai entrar no inquérito das fake news
2 PL publica documento com críticas às urnas eletrônicas
3 Moraes vai apurar vazamento de quebra de sigilo de assessor Cid
4 Bolsonaro critica Lula e diz que Alckmin é "ladrão de merenda"
5 TSE rebate documento do PL e chama relatório de mentiroso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.