Leia também:
X Isolamento faz comércio ter pior mês de março desde 2003

Moda: Máscaras de tecido com estampas viram febre

Equipamento de proteção passa a ganhar estampas criativas e logomarcas

Camille Dornelles - 13/05/2020 12h09

O uso obrigatório das máscaras de proteção aumentou muito a procura por estes produtos, que chegou a registrar 1866% de crescimento, segundo a plataforma Consulta Remédios, antes mesmo da primeira morte por Covid-19 ser confirmada no Brasil.

Com a obrigatoriedade e a escassez nas farmácias, as máscaras de tecido passaram a surgir como forma de suprir a demanda do mercado. Confeccionadas por artesãos, costureiros, autônomos e marcas de moda, recebem estampas e cores variadas que acabaram se tornando febre.

MARCAS E GRIFES
A empresária autônoma Agélia Mendes, de Brasília, Distrito Federal, trabalha vendendo roupas da marca Bump Jeans, e decidiu fabricar também máscaras de proteção. A decisão da empresa foi investir em estampas diferentes.

– Estou vendendo muito, a demanda está grande, visto que se tornou obrigatório a partir do dia 11 de maio. Vendo mais para adultos, principalmente mulheres. Tenho infantis também, mas, como as aulas ainda não recomeçaram, acredito que a procura por essas vai ser maior quando as crianças voltarem para as escolas – explicou ao Pleno.News.

Além da Bump Jeans, outras marcas também investiram no item, inclusive da alta costura. Louis Vuitton, Burberry, Dior e Chanel são algumas delas. Ela afirma que a maior procura é pelas máscaras brancas, por serem mais fáceis de limpar.

Outras empresas decidiram encomendar máscaras com a logomarca ou oferecer a logo para as confecções, como o próprio Pleno.News e o Clube de Regatas do Flamengo.

Estampa do Pleno.News em máscara de proteção Foto: Divulgação

Segundo o clube, qualquer pessoa física ou microempresas, com faturamento anual de até R$ 180 mil, pode produzir o item com o escudo do clube gratuitamente.

Flamengo criou ação para permitir uso de sua marca em máscaras Foto: Reprodução

COSTUREIROS AUTÔNOMOS
A empresária Tereza Hirle decidiu fazer máscaras de pano em casa para poder vender e ganhar um dinheiro extra. Ela conversou com o Pleno.News e revelou que a procura pelas estampas é tanta que não consegue fabricar mais do que já vende. Segundo a empresária, a procura pelas estampas é maior, principalmente entre as mulheres.

– Estamos vendendo em torno de 300 por dia, que é o máximo que conseguimos fabricar. Começamos a fabricar no dia 13 de março, eu e minha filha. Nessa época foi quando começou a faltar máscara nas farmácias. As vendas são feitas pelo Instagram e entregamos pelo correio – explicou.

Hirle também afirmou que acredita que as pessoas estão ficando mais conscientes sobre o uso da máscara e que a moda deve se manter mesmo depois da pandemia.

– Creio que irá fazer parte do nosso guarda-roupa sim – afirmou.

Confira as estampas diferenciadas na galeria acima.

Veja as instruções do Ministério da Saúde sobre como fazer sua máscara:

Manual do Ministério da Saúde sobre máscaras caseiras

1 – Em primeiro lugar, é preciso dizer que a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc. Então, se a sua família é grande, saiba que cada um tem que ter a sua máscara, ou máscaras;
2 – A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha, pelo menos, duas máscaras de pano;
3 – Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;
4 – Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;
5 – Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;
6 – Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos;
7 – Para cumprir essa missão de proteção contra o coronavírus, serve qualquer pedaço de tecido, vale desmanchar aquela camisa velha, calça antiga, cueca, cortina, o que for.

Máscara caseira

Leia também1 Covid-19: Uso de máscara se torna obrigatório no Paraná
2 RJ: Moradores que saírem sem máscara poderão pagar multa
3 Veja como fazer sua máscara caseira contra a Covid-19

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.