Leia também:
X Bolsonaro segura a Constituição: ‘A melhor carta pela democracia’

Sem Bolsonaro e Lula, consórcio de imprensa suspende debate

Evento em pool estava agendado para 14 de setembro, em São Paulo. Consórcio conta com G1, O Globo, Valor, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo e UOL

Gabriel Mansur - 11/08/2022 20h34 | atualizado em 12/08/2022 12h50

Presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula Foto: PR/Anderson Riedel // Divulgação Lula/Ricardo Stuckert

O debate em pool – entre candidatos à Presidência da República – promovido pelo consórcio de imprensa, que estava agendado para o dia 14 de setembro, foi suspenso nesta quinta-feira (11). Os veículos que se propuseram a realizar o evento de forma simultânea eram: G1, O Globo, Valor, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo e UOL.

O consórcio tomou a decisão de suspender o debate porque os dois primeiros colocados em todas as pesquisas de intenções de voto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), não se comprometeram, até as 23h59 desta quarta (10), a participar; o que fere a única premissa para a realização do evento.

A única regra para a concretização do debate, que reuniria os quatro principais candidatos ao Palácio do Planalto em São Paulo, era reunir ao menos três dos quatro primeiros colocados em pesquisa eleitoral Ipec ou Datafolha da semana anterior ao evento.

Conforme informado em reunião realizada em 3 de agosto entre o consórcio e partidos, as campanhas tinham uma semana para confirmar a participação no debate caso preenchessem o requisito de estar entre os quatro primeiros.

As campanhas de Ciro Gomes (PDT), Leonardo Péricles (UP), Luiz Felipe d’Avila (Novo), Pablo Marçal (PROS), Simone Tebet (MDB), Sofia Manzano (PCB), Soraya Thronicke (UB) e Vera Lúcia (PSTU) confirmaram a participação; José Maria Eymael (DC) não respondeu.

Levando isso em conta, o consórcio diz permanecer aberto a voltar a discutir a possibilidade de realização do evento caso haja interesse por parte das campanhas que lideram as pesquisas.

Leia também1 Bolsonaro segura a Constituição: 'A melhor carta pela democracia'
2 Defesa indica mais 9 militares para fiscalizar urnas eletrônicas
3 Conselho de Ética aprova a cassação de Gabriel Monteiro
4 Mendonça leva ao STF ações do Novo contra PEC dos Benefícios
5 Medo? Lula não diz se vai ao Flow após Bolsonaro bater recorde

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.