Leia também:
X Desembargador mantém Cunha elegível após negar pedido do MP

Mendonça leva ao STF ações do Novo contra PEC dos Benefícios

Novo e ABI acionaram o Supremo contra Emenda Constitucional promulgada há quase um mês

Gabriel Mansur - 11/08/2022 15h42 | atualizado em 11/08/2022 16h08

Ministro Andre Mendonça Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Ainda que promulgada desde o dia 14 de julho, a PEC dos Benefícios segue causando divergência entre parlamentares. Nesta quinta-feira (11), o ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal, decidiu levar para julgamento no plenário da Corte ações que tentam suspender a Emenda Constitucional 123/2022.

A proposta foi questionada no STF pelo partido Novo e pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI). No pedido enviado ao Supremo, o Novo afirma que a emenda é inconstitucional, apresentou vício de tramitação e é capaz de “afetar” a liberdade do voto, uma vez que garante benefícios somente em ano de eleições.

– Não se está apenas diante de uma medida que, claramente, busca efetuar a distribuição gratuita de bens em ano eleitoral – que afeta a liberdade do voto e afronta a salvaguarda da anualidade já em curso. Trata-se de uma emenda que afronta o que se tem de mais caro e mais estável no texto constitucional e que nunca se imaginou ver alterado: as hipóteses de estado de exceção previstas na Constituição – diz a ação.

Mendonça determinou que o Congresso Nacional preste esclarecimentos sobre a aprovação do texto. O ministro exige análise direta pelo plenário do STF e de forma definitiva. Isto é, não haverá decisão individual provisória (liminar) do ministro nesse processo. Ainda não há data para julgamento.

Entre outras prerrogativas, a matéria garante o aumento do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600; ampliação do Auxílio Gás para o valor de um botijão; e a criação de um “voucher” de R$ 1 mil para caminhoneiros e taxistas. Os auxílios, a priori, são válidos até o final deste ano.

Leia também1 Bolsonaro celebra redução do diesel e ironiza carta da USP
2 Vieira Bento: Auxílio Brasil de R$ 600 em 2023 é "compromisso"
3 Líder ruralista diz não ver lugar para candidato que já foi preso
4 Petrobras anuncia queda de 4% no preço do diesel nas refinarias
5 São Paulo registra "empate técnico" entre Bolsonaro e Lula

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.