Leia também:
X Jovem que matou amiga com tiro se entrega à Polícia

Brasil desenvolve míssil capaz de atingir países da América do Sul

Armamento terá 300 quilômetros de alcance

Gabriela Doria - 16/09/2020 09h21 | atualizado em 16/09/2020 09h47

Míssil tático AVTM 300 está em fase final Foto: Divulgação/Avibras

O ministro da Defesa Fernando Azevedo afirmou, nesta terça-feira (15), que a construção de um míssil brasileiro de longo alcance está “em fase final de desenvolvimento”. O Míssil Tático de Cruzeiro AV-TM 300 será capaz de percorrer até 300 quilômetros em direção ao alvo final e atingir países vizinhos, como Venezuela, Argentina e Paraguai, entre outros.

– Falta muito pouco para ele complementar a artilharia de foguetes do Exército brasileiro, dando-nos um poder dissuasório muito grande – disse o ministro.

O armamento é considerado um importante passo para a ampliação do poderio bélico do Brasil, que historicamente não recebia atenção e nem investimento. Este projétil é desenvolvido pela companhia nacional Avibrás e terá uma precisão de até 30 metros.

Atualmente, a família de foguetes Astros possui mísseis cujo alcance máximo é de 80 quilômetros.

De acordo com Azevedo, o principal objetivo do míssil é reforçar a Defesa brasileira e desencorajar ameaças externas, embora o Brasil não protagonize grandes tensões geopolíticas.

O projeto Astros 2020 também prevê que o país tenha “meios capazes de prestar um apoio de fogo de longo alcance, com elevada precisão e letalidade”.

As iniciativas do projeto incluem também a criação de unidades militares de mísseis e foguetes, um centro de instrução e bases administrativas.

Leia também1 Governo destina R$ 3,8 milhões a ajuda emergencial no Pantanal
2 Trump culpa China por Covid-19: 'Não devia ter deixado acontecer'
3 Secretário de Estado dos EUA fará visita ao Brasil no dia 18
4 Mais cinco países estabelecerão relações com Israel, diz Trump
5 Eduardo Bolsonaro afirma que Trump merece o Nobel da Paz

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.