Leia também:
X Bolsonaro confirma ida à posse de Moraes e presenteia ministro

Ex-ministro Marco Aurélio diz votar em Bolsonaro contra Lula

Ex-integrante da Suprema Corte ressaltou que "potencializaria o que se mostrou no governo atual"

Paulo Moura - 11/08/2022 12h04 | atualizado em 11/08/2022 12h26

Ex-ministro do STF Marco Aurélio Mello Foto: Carlos Humberto /SCO/STF

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello afirmou que votará no presidente Jair Bolsonaro (PL) caso aconteça um eventual segundo turno entre o atual chefe do Executivo e o ex-presidente Lula (PT). A declaração foi dada pelo ex-integrante da Suprema Corte durante uma entrevista concedida ao portal UOL nesta quinta-feira (11).

– Não imagino uma alternância para ter como presidente da República aquele que já foi durante oito anos presidente e praticamente deu as cartas durante seis anos no governo Dilma Rousseff (PT). Penso que potencializaria o que se mostrou no governo atual e votaria no presidente Bolsonaro, muito embora não seja bolsonarista – afirmou.

Questionado sobre seu voto no primeiro turno das eleições presidenciais, Marco Aurélio disse não ser “dado a polarizações” e ressaltou a candidatura da senadora Simone Tebet (MDB) ao Planalto. No entanto, o ex-ministro disse votar em Ciro Gomes (PDT) caso o ex-governador pareça o candidato mais viável fora da disputa entre Lula e Bolsonaro.

– Reconheço que ninguém conhece mais o Brasil do que Ciro Gomes. Eles, às vezes, é um pouco açodado na fala, (…), mas, paciência, creio que é um bom perfil – complementou.

Ao comentar os pontos positivos da atual gestão do governo federal, Marco Aurélio destacou que a escolha de ministros foi um ponto positivo da gestão Bolsonaro e que “houve práticas de atos positivos buscando dias melhores”.

– Cito, por exemplo, a atuação, que é digna de elogio, do ministro da Fazenda, Paulo Guedes. Se formos realmente fazer um levantamento, vamos ver que houve práticas de atos positivos buscando dias melhores – finalizou.

Leia também1 Filha é demitida pelo pai após chamar Bolsonaro de "nazista"
2 Haddad diz que Bolsonaro "reitera ameaça à Constituição"
3 São Paulo registra "empate técnico" entre Bolsonaro e Lula
4 Confira o plano de governo do presidente Jair Bolsonaro
5 "Preste atenção para não se enganar", diz Ciro após deflação

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.