Emissora censura desenho que mostrou casamento gay

Episódio da animação Arthur foi proibido pelo canal APT

Pleno.News - 22/05/2019 07h37

Após a onda de protestos de telespectadores dos Estados Unidos, a emissora aberta do estado do Alabama APT censurou o último episódio da animação infantil Arthur. O anúncio foi feito nesta terça-feira (21).

O desenho original da PBS Kids mostrou um casamento gay no último dia 13. O capítulo mostrou o professor do personagem principal, sr. Ratburn, entrando na igreja com o noivo. A cena não havia sido anunciada e não havia indicações na animação de que o personagem fosse homossexual. Assim, a cena foi uma surpresa.

O título do episódio, Sr. Ratburn e o Alguém Especial, também não dava indícios do que aconteceria. Os personagens infantis se mostraram surpresos, mas não pela orientação sexual do professor, mas por ele ter uma vida social fora da escola e dançar.

POLÊMICA
O diretor da emissora APT, Mike McKenzie, afirmou que o motivo da censura foi a cena do casamento gay. Para ele, o episódio não condiz com a educação de crianças pequenas.

– Os pais confiaram na Televisão Pública do Alabama por mais de 50 anos para oferecer às crianças programas que entretenham, eduquem e inspirem – declarou.

CRÍTICAS
Nas redes sociais da animação, pais decidiram mostrar sua indignação com a cena.

– Completamente desapontada. Meu filho de 2 anos assistiu a isso. E vocês vão apenas jogar isso em uma animação supostamente inocente e boa para crianças? Vocês deveriam se envergonhar. Sem Arthur para nós por aqui. É muito triste. Eu sempre amei, mas isso é apenas errado. Vocês estão muito errados por isso – declarou Angelina Taylor.

– Nossa família sempre gostou de Arthur e da PBS, mas este episódio foi longe demais em um assunto que deveria ser deixado de lado em programas infantis. PBS sempre foi um lugar seguro para crianças pequenas e estava longe de tópicos controversos. Eu estou triste em dizer que minha família não vai mais assistir a Arthur – declarou Sara Harry.

*Com informações da Agência EFE

LEIA TAMBÉM+ Animação infantil mostra casamento gay e pais criticam
+ Porchat afirma que política e religião devem virar piada
+ Igreja polemiza com curso gratuito para trans e travestis


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo