Leia também:
X TikTok acusa Moraes de “grave censura” por bloqueio do PCO

Randolfe diz ter 27 assinaturas para abrir a CPI do MEC

Movimentação para criar a comissão teve início após a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro

Henrique Gimenes - 23/06/2022 14h29 | atualizado em 23/06/2022 15h10

Senador Randolfe Rodrigues Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Na tarde desta quinta-feira (23), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) utilizou as redes sociais para informar que conseguiu o número de assinaturas para a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ministério da Educação (MEC). Com isso, o requerimento será encaminhado ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que ficará responsável por abrir a CPI.

O movimento para ressuscitar a CPI teve início nesta quarta (22), após a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro. A medida foi resultado de um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça no âmbito da operação Acesso Pago. A operação investiga uma prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

Ao anunciar que conseguiu fechar as 27 assinaturas necessárias para a CPI, Randolfe falou em “escândalos de corrupção desse governo na educação”.

– URGENTE! Após assinatura do senador Giordano, acabamos de conseguir as assinaturas necessárias para a instauração da CPI do MEC! Vamos passar a limpo o #BolsolaodoMEC e demais escândalos de corrupção desse Governo na Educação! #CPIdoMEC – apontou.

Assinaram a lista:

1 – Randolfe Rodrigues (Rede-AP);
2 – Paulo Paim (PT-RS);
3 – Humberto Costa (PT-PE);
4 – Fabiano Contarato (PT-ES);
5 – Jorge Kajuru (Podemos-GO);
6 – Zenaide Maia (PROS-RN);
7 – Paulo Rocha (PT-PA);
8 – Omar Aziz (PSD-AM);
9 – Rogério Carvalho (PT-SE);
10 – Reguffe (União-DF);
11 – Leila Barros (PDT-DF);
12 – Jean Paul Prates (PT-RN);
13 – Jaques Wagner (PT-BA);
14 – Eliziane Gama (Cidadania-MA);
15 – Mara Gabrilli (PSDB-SP);
16 – Nilda Gondim (MDB-PB);
17 – Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB);
18 – José Serra (PSDB-SP);
19 – Eduardo Braga (MDB-AM);
20 – Tasso Jereissati (PSDB-CE);
21 – Cid Gomes (PDT-CE);
22 – Alessandro Vieira (PSDB-SE);
23 – Dario Berger (PSB-SC);
24 – Simone Tebet (MDB-MS);
25 – Soraya Thronicke (União-MS);
26 – Rafael Tenório (MDB-AL);
27 – Giordano (MDB-SP).

Leia também1 Juiz que prendeu Ribeiro estaria sofrendo "centenas de ameaças"
2 Desembargador determina soltura de Milton Ribeiro
3 Ribeiro: Venda de carro por R$ 60 mil está no centro de prisão
4 Ex-ministro Milton Ribeiro passará a noite na PF em SP
5 Governo está "muito tranquilo" após prisão de Ribeiro, diz Flávio Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.