Leia também:
X Eleições: Presidenciáveis somam mais de R$ 140 milhões em bens

Morre Paulo Roberto Costa, primeiro delator da Lava Jato

De acordo com a família, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras sofria de câncer

Paulo Moura - 14/08/2022 11h44 | atualizado em 15/08/2022 11h20

Ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Morreu neste sábado (13), aos 68 anos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a família informou que ele sofria de câncer. Costa foi o primeiro delator da Operação Lava Jato e virou um dos pivôs do início do escândalo da Petrobras.

O ex-diretor foi preso em março de 2014, quando a investigação chegou a ele após uma apuração que inicialmente mirava o doleiro Alberto Youssef. Costa foi condenado a mais de 70 anos de prisão em processos do caso no Paraná, mas deixou a cadeia devido a seu acordo de colaboração.

Paulo Roberto Costa dirigiu a área de abastecimento da empresa entre 2004 e 2012, durante os governos de Lula e de Dilma Rousseff. A escolha dele para a diretoria já tinha sido controversa, visto que a indicação havia partido do PP. Relatos apontavam que líderes do partido tinham exigido o posto em razão do potencial de arrecadação.

A partir de um acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal, Costa revelou esquemas de enriquecimento ilícito que beneficiavam políticos e confessou ter recebido subornos de empreiteiras que faziam um cartel na petroleira.

Entre as figuras delatadas por Costa estiveram o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney. Ele também deu informações que levaram a investigações contra figuras como os ex-senadores Romero Jucá (MDB-RR) e Edison Lobão (MDB-MA), além do senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Leia também1 OMS busca novo nome para varíola dos macacos por estigma
2 Bolsonaro a Neymar: 'Que se exploda os que querem teu mal'
3 Michelle Bolsonaro canta com Anderson Freire e comove fiéis
4 PM que matou Leandro Lo foi a boate e ao motel após o crime
5 Bolsonaro discursa para fiéis: "O Brasil está condenado a ser livre"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.