Leia também:
X Ernesto Araújo critica censura nas redes em discurso na ONU

‘Brasil continua firme na defesa da família’, diz Damares na ONU

Ministra citou algumas medidas tomadas pelo governo nas pastas da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos

Thamirys Andrade - 22/02/2021 13h26 | atualizado em 22/02/2021 13h58

Damares Alves em discurso na onu 2021
Ministra Damares Alves na 46ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU Foto: Reprodução

Na manhã desta segunda-feira (22), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos discursou na 46ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas). Durante o pronunciamento, Damares Alves destacou que o Brasil “continua firme na defesa da democracia, da liberdade, da família e da vida a partir da concepção”. Ela também citou algumas medidas tomadas pelo governo no setor.

– A Covid-19 impôs ao mundo inteiro grandes desafios na área dos direitos humanos, especialmente entre os grupos mais vulneráveis. Para enfrentar essa realidade, o governo brasileiro apresentou planos de contingência estruturados nos eixos saúde, proteção social e proteção econômica – disse.

Damares mencionou a defesa de indígenas e quilombolas, afirmando que mais de 700 mil cestas básicas foram distribuídas para que os povos tradicionais se mantivessem em suas comunidades, longe das áreas de contaminação da Covid-19. Ela também frisou o programa “Abrace o Marajó”, definido como “novo modelo de desenvolvimento sustentável da Amazônia, com ênfase na proteção da floresta e, principalmente, de quem vive nela”. De acordo com a ministra, 900 milhões de dólares serão investidos no projeto até 2023.

Na área de defesa dos direitos das mulheres, Damares disse que o governo executou em 2020 o “maior orçamento para a área dos últimos cinco anos”.

Ela também discorreu sobre a defesa de idosos, citando como exemplo uma operação policial do ano passado que apurou mais de 23 mil denúncias de violência e resultou em 3 mil inquéritos criminais. Por fim, ela destacou o início da vacinação contra a Covid-19 priorizando pessoas idosas, profissionais de saúde e povos tradicionais.

Damares Alves discursou logo após o pronunciamento do ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Leia também1 Ernesto Araújo critica censura nas redes em discurso na ONU
2 Lula pede que Supremo anule decisão sobre ação do triplex
3 Ex-ministro de Temer diz que Bolsonaro quer "guerra civil"
4 "Vai demitir Ernesto e Salles também?", ironiza Rodrigo Maia
5 Damares para feministas: "Por que tanto medo da ministra?"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.