Leia também:
X Max do PCC foi pego com cocaína e ficou só 24 horas preso

Damares para feministas: “Por que tanto medo da ministra?”

Ministra discursará em reunião da ONU e garante não se intimidar

Monique Mello - 21/02/2021 19h37 | atualizado em 22/02/2021 13h29

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves
Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves Foto: Reprodução/MMFDH

A ministra Damares Alves utilizou as redes sociais, na tarde deste domingo (21), para rebater algumas críticas que ela vem recebendo em suas ações no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

Nesta segunda-feira (22), o Conselho de Direitos Humanos da ONU abre sua primeira reunião do ano, com a participação virtual de 130 chefes de Estado e ministros, além da cúpula da organização internacional. O Brasil, porém, é o único que aparece na agenda oficial do encontro representado por dois ministros: Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Damares Alves (Família, Mulher e Direitos Humanos).

O tempo destinado ao discurso do Brasil, de oito minutos, será dividido entre os dois ministros.

O governo tem sido acusado “de promover um desmonte das políticas de direitos humanos no país”. Um dos embates teria começado na semana passada, quando a ministra assinou a portaria nº 457, que institui um grupo de trabalho para propor mudanças nas políticas de direitos humanos no país. Todos os 14 membros da força-tarefa são da pasta liderada por Damares.

Ativistas e grupos feministas nas redes sociais acusam Damares de utilizar a religião como “instrumento de dominação”.

Ao divulgar sua participação na reunião da ONU, a ministra disparou: “Por que tanto medo da ministra?”. De acordo com Damares, a perseguição se dá por saberem que “a fé cristã é a única força que se opõe à dominação marxista”.

– Mas as feministas esquecem que esta nação é cristã. Eu sou ministra na Terra de Santa Cruz! Estão com medo que eu diga a verdade amanhã na ONU? Acham que vou [me] intimidar diante de governantes, reis e rainhas? Não conhecem a força de uma mulher que ora! – declarou a ministra.

Damares Alves compartihou ainda que seu discurso será transmitido ao vivo pelo Facebook de um grupo católico, o Católicas pelo Direito de Decidir.

View this post on Instagram

A post shared by Damares Alves (@damaresalvesoficial1)

 

 

 

Leia também1 Damares desafia Ciro: 'Quero que prove que sou bandida'
2 Michelle Bolsonaro e Damares encontram Pra. Talitha Pereira
3 Damares nega pedido de anistia de membro da cúpula do PT
4 Exclusivo: Esposa de Eustáquio revela drama vivido pela família
5 'Não vamos mais perder crianças no Brasil', afirma Damares

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.