Leia também:
X Em áudio, padre Robson pede morte de desafeto: ‘Uma bênção’

Lula pede que Supremo anule decisão sobre ação do triplex

Defesa do ex-presidente alega que decisão do STJ de devolver processo ao TRF-4 afronta direito de defesa

Paulo Moura - 22/02/2021 08h11 | atualizado em 22/02/2021 09h24

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva Foto: Reprodução

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou, no domingo (21), habeas corpus ao Supremo Tribunal Federal (STF) que solicita a anulação de decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Felix Fischer, proferida no último dia 9, que determinou a devolução dos autos do caso do triplex do Guarujá ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Na decisão, Fischer considerou que a defesa de Lula tentava “protelar” o curso regular do processo com apresentação de recursos. Os advogados do ex-presidente negam e ponderam que os referidos recursos foram protocolados no princípio do julgamento ao TRF-4 e que eles estariam pendentes na Corte originária.

Os advogados do ex-presidente também questionam a ordem do ministro do STJ de considerar os recursos pendentes já apreciados e ponderam que ela afronta o direito de plena defesa. Os advogados lembram que o ex-presidente foi impedido de fazer sustentação oral sobre supostos erros materiais que teriam ocorrido durante a tramitação do processo.

Em 2017, o então juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente a 9 anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. A sentença foi confirmada pelo TRF-4, que aumentou a pena para 12 anos, e, posteriormente, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu o tempo de reclusão para 8 anos.

Sustenta-se no pedido de habeas corpus que a decisão do ministro do STJ pode impossibilitar a interposição de eventuais recursos extraordinários e comprometer os direitos ao contraditório e à ampla defesa. Dessa forma, além da anulação da decisão de Fischer, é solicitado que os recursos sejam encaminhados para apreciação do STF.

*Estadão

Leia também1 Trajano é vista por PT como nome do ‘capital’ para chapa
2 'Operações policiais não podem extrapolar a lei', diz Pacheco
3 "Moraes inventou o flagrante perpétuo", declara Nunes
4 Em PE, Bolsonaro vai a teste de comportas no rio São Francisco
5 Ana Maria vai estrear cenário, e Globo prepara "novo" Louro José

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.