Leia também:
X Quase 3 milhões de eleitores estão em situação irregular

Ator da Globo dispara: “O PT quer derrubar o governo”

Carlos Vereza ainda disse que a oposição quer sabotar a Reforma da Previdência

Rafael Ramos - 04/04/2019 10h13 | atualizado em 04/04/2019 10h16

Carlos Vereza criticou o comportamento da oposição Foto: Reprodução

O ator Carlos Vereza, conhecido por seus trabalhos na Rede Globo e no cinema, usou seu Facebook para comentar as provocações sofridas pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, por parte da esquerda durante a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Vereza classificou o comportamento da oposição, principalmente do PT, como algo sórdido e disse que “chegamos a um ponto sem retorno”.

– Eles (a esquerda) vão sabotar as Reformas! Ficou claro! Como ficou claro também que devemos ir com todas as forças contra uma articulação que tem interesses que vão além da aprovação ou não das Reformas. Eles querem mais: a derrubada do governo. E contam para tal objetivo com o Supremo Tribunal Federal, parte expressiva da mídia, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a esquerda internacional.

Carlos Vereza ainda convocou todos os brasileiros a ocuparem as ruas no próximo domingo (7) “em defesa de um governo eleito democraticamente por 58 milhões de patriotas”.

– O esquema montado pelo STF recebendo o apoio de setores antiBolsonaro indica a indisfarçável intenção de confrontar a legalidade. Tudo para acobertar o propósito de, no dia 10 de abril, derrubar a condenação em segunda instância e dar a Lula o direito de ficar em casa, que será transformado em foco de desestabilização do novo governo.

Carlos Vereza defendeu o governo no Facebook Foto: Reprodução

Leia também1 Veja 10 respostas afiadas de Guedes durante tumultos
2 Provocado, Paulo Guedes rebate deputados de esquerda
3 Esquerdistas são ironizados com a tag #AEsquerdaPirou

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.