Leia também:
X Nós, cristãos, temos adversários ferozes que tentam nos exterminar

Vergonha: “Psicóloga” quase matou uma senhora de 73 anos

Repudio a falta de humanidade, a falta de respeito e a intolerância religiosa

Marisa Lobo - 13/04/2021 11h40

Idosa é agredida na Marcha da Família

Por muito menos, o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CFP – CRP/PR) me perseguiu ideologicamente. Quero ver agora se vai repudiar as atitudes dessa maluca que envergonhou ainda mais a classe.

Como psicóloga, repudio a falta de humanidade, a falta de respeito, a intolerância religiosa, a violência cometida por essa “psicóloga” esquerdista que, em suas redes sociais, mostra o ódio que tem por todos os CONSERVADORES cristãos, principalmente os apoiadores do presidente Bolsonaro.

Essa “vergonha de psicóloga” que não tem sanidade é agressiva e quase matou uma senhora de 73 anos, simplesmente porque não sabe viver com as diferenças e não suportou ver o sucesso de uma marcha em favor da família.

Ela é um ser desprezível que acha que pode intimidar o contraditório e impedir pessoas de viverem conforme a sua fé. Sim, afirmo isto porque era um evento cristão, em que as pessoas cantavam, riam, marchavam; um evento de paz que foi interrompido pela violência de uma “esquerdopata”.

Graças a Deus, dona Eva, a vovó atingida, passa bem. E a “meliante psicóloga” foi presa em flagrante graças à nossa movimentação, a de todos os coordenadores do evento e a do povo que ficou lá até a polícia levar a criatura.

Fico pensando como pode uma pessoa insana fazer terapia em outras pessoas se não tem domínio de suas emoções e se tem uma personalidade compulsiva e agressiva… Será que, em nenhum momento, ela pensou que poderia machucar alguém?

Não! O ódio ao cristianismo, às pessoas de bem que não comungam com os pensamentos dela é maior. Gente assim é doente de alma e jamais poderia tratar de outras pessoas!

Meu repúdio também ao Conselho de Psicologia que, de certa forma, promove essa perseguição, militando politicamente de forma ideológica dentro dos conselhos e induzindo profissionais desequilibrados ao erro. Falta ética, falta amor, falta tudo o que eles dizem que não temos!

Marisa Lobo possui graduação em Psicologia, é pós-graduada em Filosofia de Direitos Humanos e em Saúde Mental e tem habilitação para Magistério Superior.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Mulher que feriu idosa na Marcha da Família é presa por tentativa de homicídio
2 Marcha da Família faz ato contra decisão do STF sobre igrejas
3 Bolsonaro diz que decisão do STF sobre CPI "foi clara" contra ele

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.