A verdade sobre a Amazônia e os interesses externos

Alguns líderes europeus esquecem que o tempo do colonialismo já passou

Marco Feliciano - 23/08/2019 18h43

Amazônia Foto: Divulgação

Alô, irmãos e amigos que me acompanham no Pleno.News. Hoje não poderia deixar de abordar o assunto do momento, as queimadas que ocorrem no Brasil, na Bolívia e no Paraguai. Cito esses dois países porque fazem fronteira conosco e podem ter atingido São Paulo com as partículas de fuligem. Mas não é esse o caso, para a esquerda pouco importa a distância e a verdade, a Amazônia é o melhor caminho para suas aleivosias raivosas contra um governo de cara nova e cabeça erguida.

Opositores do governo do presidente Bolsonaro usam de informações distorcidas e mentirosas para através das mídias, esconderem a verdade dos fatos. Queimadas são usuais no preparo da terra para novos plantios e não podem ser confundidas com incêndios criminosos. Esses sim devem e são combatidos pelos órgãos de governo, na medida do possível, num país continental como o nosso.

Relatório recente da NASA, com credibilidade incontestável, comprova que as queimadas desse ano são as menores dos últimos 15 anos. Então porque o alarde da Rede Globo em seu jornalismo e também de lideranças europeias que ameaçam retaliações na reunião do G7?

Essas respostas são claras, nossa recuperação econômica e recorde em produção de alimentos preocupa nossos concorrentes europeus. Tradicionalmente protecionistas aos produtores agrícolas, eles veem a chance de boicotar nossas exportações de grãos e carne, mas sabem que o mundo tem fome e nós somos o celeiro. Não é pelo mercado que o Brasil deve continuar de joelhos perante alguns líderes que inventam histórias. Por exemplo, o presidente Macron, da França, fez uso de uma imagem de queimada feita por um fotógrafo falecido em 2003. Acho que de má-fé, seus antepassados destruíram 100% das florestas nativas do Haiti e hoje nos querem dar lições de ecologia.

Alguns líderes europeus esquecem que o tempo do colonialismo já passou e nossa soberania não está em jogo. Sabemos o que é melhor para nós, preservamos quase 70 % de nossas florestas, somos e sempre seremos o pulmão do mundo sem interferências externas. Eles apenas visam explorar nossas riquezas minerais, mas a Amazônia foi presente de Deus para nós e vamos preservá- la.

Finalizo pedindo a Deus que continue a iluminar os caminhos de nosso presidente Jair Bolsonaro e derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos.

Marco Feliciano é pastor, foi reeleito Deputado Federal por São Paulo com quase 400 mil votos e preside a Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo