Leia também:
X Vídeo com flagrante em blitz é sátira de uma dupla australiana

Novo Congresso de El Salvador destitui juízes da Suprema Corte

Decisão ocorre após magistrados agirem contra medidas do presidente Nayib Bukele durante a pandemia

Henrique Gimenes - 02/05/2021 20h16 | atualizado em 03/05/2021 11h19

Congresso de El Salvador Foto: Divulgação

Nesta sábado (1º), o novo Congresso de El Salvador tomou uma medida drástica como seu primeiro ato: votou por destituir do cargo cinco juízes da Câmara Constitucional da Suprema Corte. A decisão foi tomada por 64 votos a 19. Além deles, o procurador-geral, Raúl Melara, também foi destituído.

O Congresso decidiu pela destituição dos membros do Supremo por eles violarem a Constituição e ainda agirem contra medidas do presidente Nayib Bukele durante a pandemia de Covid-19, como o estado de emergência.

Após a votação, os membros do Congresso votaram para escolher os novos cinco integrantes da Câmara Constitucional.

Em suas redes sociais, o presidente de El Salvador falou sobre o assunto. Nayib Bukele disse que eles estão “limpando” a casa.

– Aos nossos amigos da comunidade internacional, queremos trabalhar com vocês, negociar, viajar, conhecer [vocês] e ajudar [vocês] onde pudermos. Nossas portas estão mais abertas do que nunca. Mas com todo o respeito: Estamos limpando nossa casa. … e isso não é da sua conta – escreveu.

A medida foi comentado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro.

– Presidente de El Salvador Nayib Bukele tem maioria dos parlamentares em seu apoio. Agora, o Congresso destituiu todos os ministros da suprema corte por interferirem no Executivo, tudo constitucional. Juízes julgam casos. Se quiserem ditar políticas que saiam às ruas para se elegerem – apontou.

Leia também1 Uso de mensagens obtidas por hackers 'divide' ministros do STF
2 Zambelli repassa "recado" do povo a Bolsonaro: 'Eu autorizo!'
3 Em dia de protestos, Bolsonaro agradece ao povo
4 STF já tem data para analisar queixa de Dino contra Bolsonaro
5 Jair Bolsonaro sobrevoa protesto de apoiadores no 1º de Maio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.