Leia também:
X Peru: Procurador pede prisão preventiva de Keiko Fujimori

Biden polemiza ao trocar “mães” por “pessoas que deram à luz”

Mudança consta na proposta de Orçamento dos EUA e gerou críticas de setores conservadores

Pleno.News - 10/06/2021 17h33 | atualizado em 10/06/2021 17h35

Presidente dos EUA, Joe Biden Foto: Reprodução

A administração do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, irritou setores conservadores do país após realizar uma alteração no Orçamento do país. A polêmica foi ocasionada após a gestão democrata mudar a palavra “mother (mãe)” por “birthing people (‘pessoas que deram à luz’, em uma tradução livre)”.

De acordo com veículo de imprensa dos EUA, o termo foi adotado como um “agrado” à comunidade LGBT e não excluir homens transgêneros. O trecho em questão fala sobre a taxa de óbitos maternos do país na comparação com outras nações desenvolvidas.

“Para auxiliar a por um fim à essa alta taxa de óbitos maternos e disparidades raciais nos resultados entre ‘pessoas que deram à luz’ – e em adição aos investimentos em saúde maternal incluídos no Plano de Famílias Americanas – o Orçamento inclui mais de 200 milhões de dólares”, aponta o documento.

Uma das pessoas a denunciar o documento foi Jessica Anderson, diretora da fundação conservadora Heritage Action. Em suas redes sociais, ela questionou o motivo de Biden querer “cancelar as mães”.

– O Orçamento de Biden literalmente apaga a palavra “mãe” e o substitui com o termo diluído “pessoas que deram à luz” na parte de saúde maternal. Por que Biden quer cancelar as mães? – questionou.

Outro trecho que chamou a atenção foi o fato da palavra mãe ter sido utilizada em outro trecho do Orçamento. A parte em questão trata do pagamento de licenças remuneradas a mães.

– O Orçamento proposta pela gestão Biden utiliza a palavra “mãe” quando discute licença remunerada, mas “pessoas que deram à luz” no segmento sobre óbitos maternos – apontou Declan Garvey, edito do The Dispatch.

Outra a comentar o assunto foi a escritora Abigail Shrier.

– 100% das ‘pessoas que deram à luz’ são e sempre foram mulheres. Eu não acredito que preciso educar a gestão Biden nesse assunto básico, mas aqui estamos. Ao não utilizar o termo “mães”, vocês estão deixando seus sentimentos sobre nós bem claros – apontou.

Leia também1 Biden retira ordens de Trump para proibir TikTok nos EUA
2 Embaixador dos EUA no Brasil anuncia aposentadoria
3 EUA e Reino Unido 'se unem' em combate a pandemias futuras
4 Após críticas, Kamala Harris diz que EUA servirão de "refúgio"
5 EUA e UE querem nova apuração sobre laboratório de Wuhan

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.