Leia também:
X Após críticas, Kamala Harris diz que EUA servirão de “refúgio”

EUA e Reino Unido ‘se unem’ em combate a pandemias futuras

Presidente Joe Biden está em viagem à Europa

Pleno.News - 10/06/2021 16h37 | atualizado em 10/06/2021 16h52

Joe Biden, Boris Johnson e suas respectivas esposas, após reunião Foto: EFE / EPA / Hollie Adams / POOL

O governo do Reino Unido informou, em comunicado nesta quinta-feira (10), ter fechado uma parceria com os Estados Unidos para reforçar o combate a pandemias futuras. A novidade foi divulgada durante visita do presidente americano, Joe Biden, ao país europeu.

O comunicado do governo diz que há um compromisso conjunto dos dois países para enfrentar desigualdades na frente da saúde, reforçando o combate a pandemias e outras ameaças emergenciais.

Será também reforçado o monitoramento de doenças, bem como a capacidade de sequenciamento genômico pelo mundo, além de se buscar estabelecer um sistema de alerta rápido para detectar doenças, conforme diz a nota.

Joe Biden se encontrou com o primeiro-ministro britânico Boris Johnson na Cornualha, Sudoeste da Inglaterra. Logo após o encontro, o presidente norte-americano confirmou, em entrevista, que os EUA doarão 500 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19, porém o Brasil ficará de fora.

Ainda no Reino Unido, terá início nesta sexta-feira (11) a cúpula do G7, grupo que reúne as maiores economias do mundo.

*Estadão

 

Leia também1 Após críticas, Kamala Harris diz que EUA servirão de "refúgio"
2 EUA: Tiroteio em supermercado deixa ao menos 3 pessoas mortas
3 Brasil não receberá parte das vacinas doadas pelos EUA
4 EUA e UE querem nova apuração sobre laboratório de Wuhan
5 Fauci: EUA não devem exigir comprovante de vacinação

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.