Leia também:
X “Vale a pena ser cancelado para estar perto de Jesus”, diz Pompeo

Luciano conta que perdeu seguidores após se converter

Sertanejo deu declarações durante entrevista ao podcast Positivamente

Pleno.News - 22/06/2022 15h57 | atualizado em 22/06/2022 16h22

Luciano Camargo Foto: Reprodução/Print de vídeo YouTube Positivamente Podcast

O cantor Luciano Camargo, da dupla com Zezé, revelou que foi cancelado após se converter ao Evangelho e lançar um álbum. Ele deu declarações durante entrevista ao podcast Positivamente, de Karina Bacchi.

Assim que sua primeira música do álbum cristão foi lançada, Luciano teve uma surpresa.

– Fui cancelado, eu nem sabia disso. Perdi 40 mil seguidores – contou.

Ele explicou que o cancelamento partiu do público e não dos amigos.

– Eu sempre fui de poucos amigos, esses que são de verdade, não se afastaram. Eu nunca fui homem de fazer farra. O sertanejo gosta de fazer violada em casa, eu nunca tinha feito. Eu fiz agora, levei um menino para tocar, em um momento, nós cantamos louvor. Eu não tive essa experiência de alguém se afastar de mim, eu tive aquilo de ser cancelado, do cancelamento, eu nem sabia disso. Como eu não vivo do Instagram, a minha atenção para a rede social é mínima. Não é o meu foco. O projeto saiu, quando eu lancei a primeira música, na outra semana, o pessoal que estava acompanhando falou: “Você perdeu mais de 40 mil seguidores em dois, três dias”. Foi a minha posição, com certeza. Hoje em dia, se você colocar o que você pensa, você já está sendo contra qualquer outra coisa – falou.

Leia também1 "Vale a pena ser cancelado para estar perto de Jesus", diz Pompeo
2 Ator de Pantanal cai de cavalo em gravação e passa por cirurgia
3 Ex acusa Simaria de "distorcer informações" sobre divórcio
4 Com esclerose, Guta Stresser vai morar com a mãe: "Colinho"
5 Amanda Wanessa fará mais um procedimento cirúrgico

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.