Leia também:
X Grupo de evangélicos é alvo de tiros durante oração

Moraes ordena quebra de sigilo de deputados e senador

Parlamentares comentaram determinação do STF

Ana Luiza Menezes - 16/06/2020 19h40

Ministro Alexandre de Moraes Foto: STF/Rosinei Coutinho

Nesta terça-feira (16), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) decretou a quebra do sigilo bancário de dez deputados federais e um senador da República.

A lista é formada pelos deputados são Daniel da Silveira (PSL-RJ), Cabo Junio de Amaral (PSL-MG), Carla Zambelli (PSL-SP), Caroline de Toni (PSL-SC), Alê Silva (PSL-MG), Bia Kicis (PSL-DF), General Girão (PSL-RN), Guida Peixoto (PSL-SP), Aline Sleutjes (PSL-PR) e Otoni de Paula (PSC-RJ), e o senador Arolde de Oliveira (PSC-RJ).

Alguns parlamentares usaram as redes sociais para protestar contra a decisão do ministro.

– Não sou uma deputada corrupta – declarou Zambelli, no Twitter.

– Fui surpreendido com a quebra do meu sigilo no âmbito de investigações do STF. Estou tranquilo e confiante na justiça, embora curioso para conhecer a fundamentação do processo – afirmou o senador Arolde de Oliveira ao Pleno.News.

A decisão do STF tem como objetivo apurar uma possível participação de parlamentares no financiamento de atos antidemocráticos, que pediram o fechamento da Corte e do Congresso Nacional.

Também como parte do inquérito que apura o financiamento de atos antidemocráticos, a Polícia Federal fez, nesta terça, buscas e apreensões contra Daniel Silveira, o advogado Luís Felipe Belmonte, do partido Aliança pelo Brasil, e o empresário Otávio Fakhoury. A operação da PF foi solicitada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizada por Moraes.

Leia também1 Weintraub admite: 'Não sei meu futuro, está difícil prever'
2 'Forças Armadas contra esse ditador da toga', pede Malafaia
3 Advogado de Sara Winter vai à PF: "Condições são precárias"
4 Mourão vê exagero em ação contra aliados de Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.