Leia também:
X Planalto comemora o Dia da Pessoa com Deficiência

Carlos Bolsonaro cria projeto que proíbe gênero neutro nas escolas

Proposta de lei será analisada pela Câmara

Thamirys Andrade - 04/12/2020 13h54 | atualizado em 04/12/2020 20h29

Texto prevê suspensão de alvará para colégios que adotarem as novas flexões de gênero Foto: Câmara Municipal do Rio de Janeiro/Renan Olaz

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) elaborou um projeto de lei para proibir as flexões gramaticais de gênero neutro nas escolas públicas e privadas do Rio de Janeiro. A proposta foi apresentada à Câmara da cidade duas semanas após o filho de Jair Bolsonaro (sem partido) se reeleger pela sexta vez, e apareceu no Diário Oficial nesta quinta-feira (3).

O uso de expressões como “alunes” e “alunxs” tem sido empregado como forma de representar pessoas que não se identificam com os gêneros masculino e feminino ou para tornar a gramática “menos machista”.

O projeto de Carlos Bolsonaro veda “terminantemente” o uso de “novas formas de flexão de gênero e de número das palavras da língua portuguesa, em contrariedade às regras gramaticais”. Segundo o texto, o objetivo é resguardar a “educação correta e regular de nossa Língua” e evitar “perversões e alterações maliciosas e progressistas” que atendem a “pautas identitárias imaginárias e na contramão da ciência biológica”.

O documento prevê a suspensão do alvará de funcionamento para as escolas que infringirem a regra.

A proposta será analisada pela Câmara, assim como outra apresentada por Carlos nesta semana. O segundo projeto tem como objetivo permitir que condenados por crimes de menor potencial lesivo cumpram pena alternativa trabalhando em locais como hospitais psiquiátricos, cemitérios e clínicas de reabilitação para dependentes químicos.

Leia também1 Professor condena 'imposição' da neutralização de gênero
2 Pais decidem se unir contra o "gênero neutro" em escolas
3 Neutralização de Gênero: Doutor em Letras explica se faz sentido
4 Colégio "inova" e adota terceiro gênero: "Querides alunes"
5 Carlos Bolsonaro denuncia apologia ao assassinato do pai

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.