Doria: “Presos vão pintar 5,5 mil escolas públicas em SP”

Com a medida, detentos do semiaberto terão direito à redução de pena

Pleno.News - 11/01/2019 18h08

Governador de São Paulo, João Doria Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag. Brasil

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou, nesta sexta-feira (11), que presos do estado ficarão responsáveis pela pintura de 5.500 escolas até dezembro. A declaração foi dada durante uma coletiva de imprensa.

De acordo com o governo, o serviço será feito somente por presos que estejam no regime semiaberto e apenas aos finais de semana e durante o período de férias escolares. É necessário ainda que os detentos tenham interesse em participar do trabalho. Ao participarem do programa, os presos terão dias reduzidos de suas penas.

A ideia do governo de São Paulo é ampliar um programa que já existe. De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, coronel Nivaldo Restivo, a meta é conseguir 8 mil novas vagas para o trabalho em escolas públicas.

– A nossa meta é aplicar isso nas escolas estaduais de todo o território de São Paulo. O que faremos é aproveitar as oportunidades que temos para oferecer à população um serviço público de qualidade. Isso é importante também para a população carcerária, pois a cada três dias de trabalho há a redução da pena – explicou.

Os municípios interessados em contar com o serviço precisão realizar um cadastro.

LEIA TAMBÉM+ Família esquartejada em São Paulo vira caso internacional
+ Hospital Albert Einstein entra com ação contra José de Abreu


Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158