Leia também:
X O globalismo e a sociedade: É preciso desconstruir para controlar

O pânico que está sendo feito em torno da varíola dos macacos

Não é recomendável o rígido distanciamento social nem a volta do uso de máscaras

Marco Feliciano - 25/05/2022 17h38

O pânico que está sendo feito em torno da varíola dos macacos Foto: EFE/Cortesía CDC

Autoridades de saúde do nosso país dão mostras de terem se acostumado a interferir na vida dos cidadãos, de forma incisiva e autoritária, como fizeram no combate a Covid-19; quando as liberdades individuais foram desconsideradas em nome de especialistas que faziam declarações públicas, muitas vezes, conflitantes entre si.

Agora com a notícia de que se aproxima uma nova epidemia – a de varíola dos macacos – com alguns casos detectados na Bélgica e em outros países da Europa, percebemos isso claramente.

A varíola humana está erradicada no mundo desde 1980 e não apresentou novos casos em todo mundo. No entanto, essa nova variante, que atinge a população de macacos, preocupa autoridades de saúde de vários países. Mas daí a se determinar distanciamento social e a volta ao uso de máscaras é uma clara referência de que tomaram gosto por interferir na vida da sociedade. Digo isso me referindo à Anvisa.

E digo por que nenhum caso foi registrado em nosso país. E como se trata de uma doença para a qual existe vacina, não é recomendável pânico, nem a volta de um rígido distanciamento social, muito menos o uso de máscaras que reduzem a liberdade.

Especialistas afirmam que o contágio da varíola dos macacos é mais difícil que de outras doenças, sendo necessário contato íntimo com o infectado. E que, dificilmente, poderá chegar ao nosso país, devido aos esforços das autoridades de saúde europeus – onde os primeiros casos foram registrados fora da África – para a erradicarem.

Os médicos orientam dar atenção para os sintomas da doença e que se procure atendimento em caso de suspeita por erupções na pele semelhantes à catapora.

Finalizo pedindo a Deus que nos proteja de todas as moléstias que circulam no mundo e que derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todos.

Marco Feliciano é pastor e está em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ele também é escritor, cantor e presidente da Assembleia de Deus Ministério Catedral do Avivamento.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Anvisa sugere distanciamento - não isolamento - contra a varíola
2 OMS relata 131 casos de varíola dos macacos no mundo
3 Sauna LGBT é interditada por suspeita de varíola dos macacos
4 Argentina notifica 1° caso suspeito de varíola do macaco
5 Biden: "Varíola do macaco é algo para todo mundo se preocupar"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.