Leia também:
X Zelensky demite aliados após denúncias de traição

Confronto em penitenciária no Equador deixa 13 presos mortos

Briga na prisão da cidade de Santo Domingo é a segunda desde maio, quando houve 44 mortes

Pleno.News - 19/07/2022 08h12 | atualizado em 19/07/2022 12h08

Briga entre presos causou 13 mortes no Equador Foto: EFE/José Jácome

Ao menos 13 presos morreram e outros dois ficaram feridos nesta segunda-feira (18) durante uma briga entre reclusos em uma penitenciária na cidade de Santo Domingo de Los Colorados, no Equador, de acordo com o Serviço Nacional de Atenção Integral (SNAI) a Pessoas Privadas de Liberdade.

O SNAI também informou que, com a ajuda da Polícia e das Forças Armadas, conseguiu recuperar o controle da prisão, enquanto o Ministério Público iniciou investigações sobre as mortes das vítimas. A briga na prisão de Santo Domingo é a segunda desde maio, quando foram reportados 44 mortos e dez feridos, além das mais de 400 mortes desde 2020.

– Com o apoio da Polícia e das Forças Armadas, está retomado o controle do Centro de Privação da Liberdade de Santo Domingo n° 1. Infelizmente, a equipe do centro relata 13 PPL (pessoas privadas de liberdade) mortas e duas feridas – informou o SNAI em mensagem no Twitter.

O comunicado acrescenta que “as instituições encarregadas da segurança interna e externa continuam a custodiar o centro, entretanto, a verificação dos mortos será efetuada pelo Ministério Público, como órgão competente para a verificação das vítimas”.

Alguns parentes disseram que o confronto começou em um bloco de celas de “segurança mínima”, que foi atacado por reclusos de outra seção, e que, no momento da briga, familiares de reclusos de outras prisões também exigiram proteção às autoridades, a fim de evitar que a violência contaminasse outras prisões.

Em outubro do ano passado, o Órgão Técnico do Sistema Nacional de Reabilitação Social definiu um plano de trabalho para o reforço do sistema prisional, para encarar a crise no setor afetado pelas frequentes mortes entre os reclusos. Em setembro, o governo do presidente Guillermo Lasso declarou o estado de emergência no sistema penitenciário.

*EFE

Leia também1 Tráfico: PF mira funcionários do Aeroporto de Guarulhos
2 Leia na íntegra a resposta de Fachin a Bolsonaro
3 "Anitta está ganhando dinheiro para apoiar Lula", diz Fontenelle
4 Gilmar Mendes cria comissão para buscar acordo sobre ICMS
5 Decisão de Moraes leva Valério, PT, PCC e Celso Daniel aos trends

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.