Leia também:
X Pontes defende laboratório de biossegurança máxima no Brasil

Flávio diz que CPI da Pandemia faz “negacionismo do óbvio”

Senador disse que o colegiado tenta "antecipar" as eleições de 2022

Paulo Moura - 18/05/2021 19h01 | atualizado em 19/05/2021 12h34

Senador Flávio Bolsonaro Foto: Agência Senado/Marcos Oliveira

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) compareceu, nesta terça-feira (18), ao depoimento do ex-chanceler Ernesto Araújo à CPI da Covid.

Prestando solidariedade a famílias enlutadas e destacando o número de recuperados, Flávio afirmou que a CPI faz o “negacionismo do óbvio” e disse que o colegiado tenta “antecipar” 2022, em alusão à disputa eleitoral do próximo ano.

– Não leve a mal (Ernesto Araújo) algumas pessoas que vem se manifestar, porque alguns ainda não aceitaram resultados das urnas. O que vejo aqui é um negacionismo do óbvio. Fatos estão colocados. Temos internet e meios alternativos que inviabilizam o monopólio da narrativa dos grandes veículos. Brasil já dispõe de mecanismos para checar o que é fake news – afirmou Flávio.

Ele também rebateu as acusações de que Bolsonaro teria minimizado a Covid-19 quando classificou a doença como “uma gripezinha” e afirmou que, na verdade, o presidente da República se referia à experiência própria com a doença.

– Sempre disse que, no caso dele especificamente, as consequências seriam “gripezinha”. Discussão sobre origem do vírus tem muita água para rolar embaixo dessa ponte. Há investigações em todo o mundo. Nada está descartado ainda – concluiu Flávio.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.