Leia também:
X Marília Mendonça: O que se sabe até agora sobre o acidente

Enem: 31 servidores do Inep se demitem a poucos dias da prova

Demissões ocorrem a menos de duas semanas do início do exame nacional

Paulo Moura - 08/11/2021 14h38 | atualizado em 09/11/2021 10h39

Sede do Inep em Brasília Foto: Reprodução/Google Maps

Trinta e um servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pediram exoneração nesta segunda-feira (8), a menos de duas semanas da prova que será realizada nos dias 21 e 28 de novembro.

Em nota, a Associação dos Servidores do Inep (Assinep) afirmou que lamenta “profundamente” que a situação do órgão tenha “chegado a esse ponto”. A associação ainda declarou que os demais servidores continuam no Inep e que vão continuar trabalhando para que as demandas do órgão sejam cumpridas.

Inicialmente, 13 servidores pediram demissão do órgão. No entanto, ao longo do dia, outros 18 também solicitaram a exoneração.

A demissão em massa acontece poucos dias após o pedido de exoneração de dois coordenadores ligados à realização do exame. Em setembro, o então diretor de tecnologia responsável pela versão digital do exame também já havia pedido para sair.

Na semana passada, servidores do Inep alegaram em assembleia que viam um risco à aplicação da prova do Enem 2021 pelo que classificavam como “falta de comando técnico”. Em um ato realizado na frente do prédio do instituto, em Brasília, um grupo de funcionários afirmou que a atual gestão promove um “clima de insegurança e medo”.

Na sexta-feira (5), os coordenadores Eduardo Carvalho e Hélio Junio Rocha Morais, que ocupavam os cargos de coordenador-geral de exames para certificação e coordenador-geral de logística da aplicação, respectivamente, já haviam pedido demissão.

Leia também1 Marília Mendonça: O que se sabe até agora sobre o acidente
2 RN: 2 homens são carbonizados em queda de avião ultraleve
3 Áustria impõe lockdown a não vacinados contra a Covid-19
4 Bolsonaro diz que Moro sempre visou política, mas "camuflava"
5 Paes autoriza rodas de samba no Rio: “Tá liberada a p**** toda”

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.