Leia também:
X Justiça tira do ar propaganda de Haddad contra Tarcísio

Bolsonaro sobre homem que atirou contra igreja: “De facção”

Presidente deu declarações neste sábado

Pleno.News - 15/10/2022 21h28 | atualizado em 17/10/2022 15h10

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Reprodução/Print de vídeo Facebook Jair Messias Bolsonaro

Um homem foi detido na noite desta sexta-feira (14), após efetuar disparos de arma de fogo contra uma igreja em Fortaleza, no Ceará, antes de um evento com a primeira-dama Michelle Bolsonaro e a ex-ministra Damares Alves. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o homem tem 22 anos, portava um revólver calibre 38 e se apresentou como vigilante.

Michelle e Damares ainda não estavam no local quando ocorreram os disparos. O atirador foi conduzido para 13ª Delegacia de Polícia em Fortaleza, prestou depoimento, foi autuado por disparo de arma de fogo e, após fiança, foi liberado. As apurações seguirão em andamento para identificar a motivação do crime.

A primeira-dama comentou sobre o ocorrido em seu perfil no Instagram.

– Esse é o lado que prega o “amor, a tolerância e a pacificação”… o meliante desrespeitou a instituição religiosa colocando a integridade física das pessoas que estavam próximas à igreja em risco. Estamos bem, graças a Deus! – escreveu.

O evento Mulheres com Bolsonaro ocorreu normalmente na Igreja Apostólica Novidade de Vida, no bairro Sapiranga. Mais cedo, na manhã desta sexta (14), o encontro ocorreu em Teresina, no Piauí.

Na tarde deste sábado (15), o presidente Jair Bolsonaro (PL) se manifestou a respeito do caso.

– Vocês souberam do fato de ontem (sexta)? Já tem boletim de ocorrência. Minha esposa estava aqui. Foram dados dois tiros no local onde ela foi. Foi preso o elemento. Ele é de uma facção criminosa. Confessou que foi inspirado do que aconteceu no Rio anteontem, para inibir presença de pessoas no evento da primeira-dama com a Damares – falou.

Segundo o portal Metrópoles, a declaração do chefe do Executivo diverge das informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Em nota, a pasta afirmou que o suspeito não tinha passagem pela polícia e que um tiro foi disparado da arma de fogo. Não se sabe a motivação.

Leia o comunicado da SSPDS, abaixo:

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que um homem suspeito de efetuar um disparo contra o muro de uma igreja, uma hora antes de um evento iniciar no local, foi preso após uma ação rápida da Polícia Militar do Ceará (PMCE).

Ninguém ficou ferido durante a ocorrência. O homem de 22 anos, que não tinha antecedentes criminais, estava com um revólver calibre 38 e se apresentou como vigilante. O fato foi registrado no bairro Sapiranga, Área Integrada de Segurança 7 (AIS 7) de Fortaleza, nesta sexta-feira (14).

Em depoimento, o suspeito não repassou nenhuma informação. Ele foi autuado por disparo de arma de fogo. Após ser arbitrada fiança, ele foi liberado. As apurações seguem em andamento visando identificar a motivação do crime.

Leia também1 Homem atira contra igreja de evento com Michelle Bolsonaro
2 Justiça tira do ar propaganda de Haddad contra Tarcísio
3 Vereador faz denúncia e diz que prefeito forçou voto em Lula
4 Bolsonaro: “Ele pode me chamar de genocida, e eu não posso chamá-lo de ladrão”
5 Novo diz que voto de Amoêdo em Lula constrange o partido

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.