Leia também:
X Brasileiros deportados por Biden chegam a MG nesta sexta

China reage em tom de ameaça a sanções econômicas dos EUA

Presidente Joe Biden divulgou lista de 59 empresas chinesas que os EUA estão proibidos de investir

Pleno.News - 04/06/2021 15h16 | atualizado em 04/06/2021 15h18

EUA e China reiteram compromisso com cooperação por clima Foto: Reprodução

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin acusou o governo dos Estados Unidos de violar a lei e ordem dos mercados ao banir investimentos de instituições americanas a 59 companhias chinesas, como dispõe decreto assinado na quinta-feira (3), com base em supostas ameaças à segurança nacional.

Em comentários durante coletiva de imprensa, o porta-voz pediu que a administração de Joe Biden remova a lista que proíbe os investimentos, e disse que Pequim tomará as “medidas necessárias para salvaguardar os direitos e interesses legítimos das empresas chinesas”.

De acordo com Wenbin, a decisão da Casa Branca não prejudica somente as companhias da maior economia asiática, como também os interesses de investidores internacionais, incluindo os americanos.

Por fim, ele destacou que a China e os EUA têm “muitos pontos de comum interesse”, e que potenciais problemas entre os países devem ser resolvidos com base em “respeito mútuo” e após consultas entre as nações.

– Somos firmemente contra a politização das questões econômicas e comerciais pelos EUA, ampliando o conceito de segurança nacional e abusando do aparato do Estado para suprimir e restringir arbitrariamente as empresas chinesas – concluiu o porta-voz.

*Estadão

Leia também1 Joe Biden proíbe EUA de investir em 59 empresas chinesas
2 China criou ratos com pulmões humanos para testar vírus Sars
3 Trump cobra US$ 10 trilhões da China por 'morte e destruição'
4 China registra 1º caso de gripe aviária H10N3 em humanos
5 China anuncia que vai permitir que cada casal tenha até 3 filhos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.