Famílias gastam em média R$ 282 com cultura, aponta IBGE

Presença de livrarias, cinemas e lojas de música também foi avaliada

Camille Dornelles - 06/12/2019 15h02

Cinemas apresentaram queda menor do que outros campos da cultura Foto: Divulgação

Uma nova pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quinta-feira (5), mostrou um panorama sobre o consumo de cultura no Brasil. O número de cidades brasileiras que têm ao menos uma livraria está em queda. De 2001 até 2017 houve redução para 17,7%.

A mesma pesquisa do IBGE revela que as lojas de fitas, CDs e DVDs conseguiram ganhar mais espaço até 2006, quando chegaram a 59,8 % dos municípios brasileiros. Depois, em período que coincide com o crescimento dos serviços de streaming, iniciou-se uma queda que leva à redução deste índice para 23,1%.

Também é apontado que 81,8% dos brasileiros que acessaram a internet no ano retrasado declararam que uma das finalidades era assistir a vídeos, incluindo séries e filmes. Houve menos impacto, porém, nos cinemas.

O número de cidades com salas cresceu até 2012, ainda segundo o estudo do IBGE divulgado agora, tendo chegado a 10,7% dos municípios naquele ano (em 2001, eram 7,5%). Hoje, após uma pequena redução, esse índice chegou a 10%.

O estudo aponta que a média mensal para a despesa com cultura na família brasileira é de R$ 282,86. Fica abaixo de outros grupos de despesas de consumo como habitação, transporte, alimentação e assistência à saúde, porém à frente, por exemplo, de “higiene e cuidados pessoais”.

*Folhapress

LEIA TAMBÉM+ Conheça os novos nomes da cultura no governo Bolsonaro
+ Filme cristão fecha a semana com a maior média de público
+ Presidente da Marvel vem ao Brasil para a Comic Con


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo