Leia também:
X Magazine Luiza tem prejuízo de R$ 166,8 milhões no 3° trimestre

Ex-ministro da Fazenda diz que Lula não deve falar de economia

Maílson da Nóbrega considera "infeliz" a declaração do petista sobre gastos públicos

Leiliane Lopes - 11/11/2022 15h00 | atualizado em 11/11/2022 15h21

Maílson da Nóbrega Foto: Agência Senado

O ex-ministro da Fazenda do governo de José Sarney, economista Maílson da Nóbrega, comentou sobre as declarações do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre economia que foram mal recebidas pelo mercado financeiro.

Para ele, o petista deve parar de falar sobre assuntos econômicos.

– A primeira providência é o Lula parar de falar em questões econômicas, porque ele está puxando no fundo de sua consciência as velhas ideias arcaicas do PT – declarou ele em entrevista à Jovem Pan.

Nóbrega afirmou que dizer que não controlar os gastos do governo é investimento é “estupidez” , pois a estabilidade fiscal é importante.

– Essa coisa que muitos dizem de que gasto é investimento, portanto, não precisa ser controlado. Isso é uma estupidez completa, gasto é gasto em qualquer situação, não precisa de rótulo A ou rótulo B. Controlar o gasto tem a ver com estabilidade fiscal, e a estabilidade fiscal é fundamental para preservar a estabilidade macroeconômica e a estabilidade macroeconômica é essencial para manter a inflação sob controle – ensinou.

Outro ponto apontado pelo economista é que controlar a inflação é importante principalmente para os mais pobres, que não conseguem se defender da variação intensa dos preços.

E ele continuou:

– O Lula fez uma declaração absolutamente infeliz, mal pensada e fundamentada nas visões arcaicas do PT. Os economistas do PT, com algumas exceções, nunca reconheceram o fundamento essencial das finanças públicas, que é a restrição orçamentária. Existe um limite para fazer gastos. E se o gasto é feito sem a correspondente arrecadação de receitas ele vai impactar a dívida pública. E a dívida pública, e sua relação com o PIB, é o principal indicador de solvência do setor público. Esse é o indicador essencial que os investidores e avaliadores de risco olham, quando avaliam uma economia como a brasileira.

Leia também1 Lula acusa Bolsonaro de "humilhar" as Forças Armadas
2 Petista que pediu fim da expressão "eu vos declaro marido e mulher" perde ação para Ratinho
3 Bolsonaro nomeia 9 para o Conselho Nacional de Educação
4 Após causar queda na Bolsa, Lula ironiza: "Mercado sensível"
5 Meirelles está pessimista quanto ao governo Lula: "Dilmou"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.