CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X ‘Salles tem a confiança total de Bolsonaro’, diz Mourão

Coppolla faz Botelho admitir erro após ser acusado

Grande Debate foi marcado por trocas de acusações que beiravam o cunho pessoal

Gabriela Doria - 09/07/2020 15h13 | atualizado em 09/07/2020 15h22

Caio Copolla e Augusto Botelho se desentendem no Grande Debate Foto: Reprodução

Em mais um dia polêmico no programa O Grande Debate, na CNN Brasil, os debatedores Caio Coppolla e Augusto Botelho protagonizaram novos embates que beiraram o ataque pessoal. O momento foi tão tenso que a mediadora Monalisa Perrone precisou intervir, afirmando que o quadro “não era balbúrdia” e que eles precisavam “respeitar a CNN Brasil”.

Ao invés de começar a atração comentando sobre o tema do dia, que era o retorno do Campeonato Paulista, Caio rebateu uma acusação de Augusto de que ele teria propagado fake news para os telespectadores.

– Um dos pressupostos de um bom debate é a credibilidade dos debatedores. Mas ontem [terça-feira], neste mesmo programa, eu tive a minha credibilidade questionada publicamente. Por isso, quero aproveitar essa fala inicial para defender a minha reputação e o meu compromisso com a realidade – disse Caio.

Após divulgar dados e números que embasam os argumentos que havia usado no programa anterior, citando diversas pesquisas e estudos que confirmam o que havia dito, Caio questiona qual teria sido seu erro.

– Percebam o absurdo de ser acusado de veicular fake news com base em uma informação completamente falsa. […] Eu me pergunto, onde está a fake news aqui? Onde está a notícia falsa que eu veiculei? […] Ao espectador da CNN eu reitero meu compromisso com a busca da verdade e tenho hombridade intelectual para saber que esse é um esforço e que eu posso e vou errar e vocês podem contar com minha retratação – disse.

Neste momento, Monalisa interferiu.

– Augusto e Caio, por gentileza, só uma questão para os dois. Não é essa a intenção, a gente transformar isso num ringue, numa balbúrdia, não é essa a proposta do debate. A gente sempre abre o debate dizendo que são temas relevantes, com visões diferentes, para as pessoas em casa terem a sua conclusão. Então, eu peço que os dois tenham respeito ao telespectador, a mim e a CNN e vamos então ao debate.

Já neste momento, Augusto afirmou que não iria seguir com o debate sem se defender da fala de Caio, fazendo Monalisa dar a palavra a ele.

– No calor do debate, ao invés de eu falar “66%”, eu falei “66 pessoas”. Mas o telespectador se recorda, eu imagino, quando eu falei desse estudo e trouxe uma vasta análise dele. […] Com relação ao termo fake news, você tem toda razão. Ele foi usado de forma equivocada por mim. O que você faz é falácia argumentativa, não é fake news, são duas coisas diferentes. O termo “fake news” dito por mim em relação ao debatedor foi usado inadequadamente – declarou.

No jargão jurídico, falácia argumentativa se refere à defesa de um ponto de vista com base em um argumento ou dado inadequado para o objeto da discussão.

Leia também1 Nise rebate fala de âncora da CNN que ironizou cloroquina
2 Equipes que se aproximaram de Bolsonaro são afastadas
3 CNN Brasil negocia 'ida' para a TV aberta, diz site
4 Repórter da CNN é assaltada ao vivo por homem com faca
5 Moro diz que nunca acusou Glenn de ter cometido crime

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo