Leia também:
X Venezuela e Rússia farão ações militares em conjunto

“Não consigo respirar”, disse Khashoggi antes de morrer

Jornalista saudita desapareceu após visita ao consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia

Gabriela Doria - 10/12/2018 18h09 | atualizado em 10/12/2018 20h26

Jamal Khashoggi, jornalista saudita morto dentro do consulado Foto: EFE/EPA/ALI HAIDER

Uma gravação de áudio teria registrado as últimas palavras do jornalista saudita Jamal Khashoggi, morto dentro do consulado da Arábia Saudita em Istambul, na Turquia. Segundo o áudio, o jornalista disse “não consigo respirar”, momentos antes de morrer. A informação foi divulgada pela CNN e obtida através de uma fonte, que fez a leitura da transcrição do áudio.

A transcrição do áudio do assassinato também sugere que houve luta corporal entre o jornalista e seus algozes. Além disso, é possível ouvir o que seria o barulho do corpo de Khashoggi “sendo esquartejado com uma serra”.

A rede CNN também afirmou que teriam sido feitos vários telefonemas durante o crime. Acredita-se que para o alto escalão do governo de Riad.

Mesmo após os apelos do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, a Arábia Saudita negou o pedido de extradição dos envolvidos no assassinato. Autoridades da Turquia acreditam que pelo menos 15 pessoas estejam por trás do crime, dentre elas funcionários de confiança do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman.

Apesar das evidências, a Arábia Saudita minimiza o assassinato, que foi classificado como uma operação que “acabou mal”.

Leia também1 Sean Penn faz documentário sobre jornalista assassinado
2 Polícia suspeita que corpo de Khashoggi pode estar em sítio
3 Em gravação, príncipe saudita mandou silenciar Khashoggi

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.