Leia também:
X RJ: Mulher espancada levou 40 pontos dentro da boca

Bebianno diz receber ameaças após ter telefone divulgado

Ministro da Secretaria-Geral da Presidência deve ser exonerado nesta segunda-feira

Henrique Gimenes - 18/02/2019 15h18 | atualizado em 18/02/2019 16h08

Gustavo Bebianno, ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República Foto: Agência Brasil/José Cruz

Prestes a ser exonerado do cargo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, relatou que está recebendo ameaças após ter seu número de celular divulgado por certas pessoas. A informação foi dada pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, que apontou que ameaças teriam começado neste domingo (17).

Ao portal Uol, o ministro disse não ter medo de brigas e nem se sente intimidado pelas ameaças. Ele disse que irá procurar uma resposta dentro da lei.

– Sou paciente, chato e obstinado. Tenho muitos amigos também. Dará um certo trabalho, mas devolverei em triplo as ameaças e ofensas – afirmou.

A expectativa é de que Bebianno seja demitido ainda nesta segunda-feira (18).

Ele virou o centro de uma crise no governo, após matéria do jornal Folha de S.Paulo. A reportagem aponta que o ministro estava envolvido no uso de candidatos “laranjas” pelo PSL nas eleições do ano passado. Após a publicação, ele disse que chegou a conversar com Jair Bolsonaro sobre a denúncia, mas foi desmentido pelo filho do presidente, Carlos Bolsonaro.

Na sexta-feira (15), o presidente decidiu exonerar o ministro. Antes da demissão, Bolsonaro se reuniu com Bebianno e, de acordo com o jornal O Globo, chegou a oferecer uma diretoria em Itaipu. Ele recusou.

Leia também1 Mourão sobre a situação de Bebianno: "De hoje não passa"
2 Diário Oficial é publicado sem exoneração de Bebianno

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.