Leia também:
X WhatsApp adia início de nova política de privacidade de dados

Twitter oculta post do Ministério da Saúde e é criticado

Publicação defende o tratamento precoce contra a Covid-19

Thamirys Andrade - 16/01/2021 21h57 | atualizado em 17/01/2021 08h10

ícone-do-aplicativo-twitter-exibido-em-tela-de-celular
Plataforma marcou postagem com selo de informações enganosas Foto: Brett Jordan | Unsplash

Neste sábado (16), o Twitter ocultou uma publicação do Ministério da Saúde, que defende o tratamento precoce contra a Covid-19. A plataforma marcou a postagem, feita na última terça-feira (12), com um selo de “informações enganosas e potencialmente prejudiciais”. Apesar de limitar o seu acesso na linha do tempo, a postagem não foi apagada e pode ser conferida caso o internauta clique na publicação.

– Para combater a Covid-19, a orientação é não esperar. Quanto mais cedo começar o tratamento, maiores as chances de recuperação. Então, fique atento! Ao apresentar sintomas da Covid-19, não espere, procure uma Unidade de Saúde e solicite o tratamento precoce – escreveu o Ministério da Saúde no post em questão.

O Twitter aplicou a mesma medida em uma mensagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última sexta-feira (15). A postagem defende o uso de antimaláricos contra o novo coronavírus.

– Estudos clínicos demonstram que o tratamento precoce da Covid, com antimaláricos, podem reduzir a progressão da doença, prevenir a hospitalização e estão associados à redução da mortalidade – escreveu o presidente.

Nas redes sociais, internautas e parlamentares conservadores como Marco Feliciano (Republicanos) e Bia Kicis (PSL) criticaram a decisão da plataforma.

Leia também1 WhatsApp adia início de nova política de privacidade de dados
2 CEO do Parler diz não saber quando aplicativo retornará
3 YouTube suspende canal do presidente Donald Trump
4 Conheça o app Signal, rival do WhatsApp citado por Elon Musk
5 Após ser removida de servidores, Parler processa a Amazon

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.