Leia também:
X Queridinha dos conservadores, rede social Parler voltará ao ar

TikTok é processado por recolher dados pessoais de crianças

Entre as informações estariam números de telefone, vídeos, localização, e até mesmo dados biométricos

Thamirys Andrade - 21/04/2021 12h36 | atualizado em 21/04/2021 13h33

Ação corre no Reino Unido e indenização solicitada soma bilhões de libras Foto: Reprodução

O aplicativo Tiktok e a empresa matriz ByteDance estão sendo processados, suspeitos de coletar ilegalmente dados pessoas de milhões de crianças da Europa e do Reino Unido. A indenização solicitada à Justiça soma bilhões de libras.

A ação foi movida nesta quarta-feira (21) por Anne Longfield, ex-comissária da Infância da Inglaterra. De acordo com ela, cerca de 3,5 milhões de menores foram afetados apenas no Reino Unido. Ela estima que todas as crianças que usaram a plataforma desde pelo menos maio de 2018, tendo ou não uma conta, tiveram informações pessoais coletadas.

Entre os dados em questão, se encontram números de telefone, imagens, vídeos, localização, e até mesmo dados biométricos como reconhecimento facial.

No documento, Longfield afirma que o aplicativo recolhe as informações sem pedir consentimento, e avisar com transparência.

Um porta-voz do TikTok, por sua vez, disse que a privacidade é uma das prioridades da companhia, e que a denúncia “carece de fundamento”, acrescentando ainda que a empresa “tem a intenção de se defender energicamente”.

Vale lembrar que em 2019, o aplicativo recebeu uma multa de 5,7 milhões de dólares nos Estados Unidos por recolher dados pessoais de menores de 13 anos ilegalmente.

Leia também1 Queridinha dos conservadores, rede social Parler voltará ao ar
2 Bolsonaro e Fábio Faria fazem 1ª videochamada em 5G do Brasil
3 Bradesco alega 'assédio' contra inteligência artificial do banco
4 Youtube removerá vídeos que incentivem tratamento precoce
5 LinkedIn: Vazamento de dados expõe 500 milhões de usuários

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.