Leia também:
X Anatel inicia leilão do 5G que pode render quase R$ 50 bilhões

Restaurantes serão ressarcidos pelo iFood por troca de nomes

Empresa afirmou que essa é uma prática normal quando acontece alguma questão envolvendo o sistema do aplicativo

Paulo Moura - 04/11/2021 14h57 | atualizado em 04/11/2021 16h13

Ifood vai ressarcir restaurantes Foto: Pleno.News/Monique Mello

Os restaurantes cujos nomes foram alterados na noite da última terça-feira (2) por mensagens como “petista comunista” e “Bolsonaro 2022” serão ressarcidos pelo iFood, de acordo com um comunicado emitido pela empresa nesta quinta-feira (4). A plataforma ressalta que essa é uma prática normal quando acontece alguma questão envolvendo o sistema do aplicativo.

– A empresa informa que os pedidos cancelados por conta do incidente serão devidamente ressarcidos – disse a companhia.

Em nota, o iFood afirmou que as mudanças atingiram 6% dos estabelecimentos cadastrados na plataforma e foram feitas indevidamente por meio de conta de funcionário de prestadora de serviço. O iFood alegou que não houve vazamento de dados de clientes ou entregadores.

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), por sua vez, disse ter recebido com preocupação a notícia de que 6% dos estabelecimentos tiveram os nomes alterados no iFood e pediu que os restaurantes sejam compensados pelo prejuízo.

– Além dos óbvios prejuízos financeiros (que, esperamos sejam compensados pelo aplicativo) e de imagem, para os estabelecimentos, o que chama a atenção é a fragilidade demonstrada – completou a entidade.

Leia também1 Após discussão com Bolsonaro, Marinho deixa a Jovem Pan
2 Globo decide cancelar programa de Márcio Garcia, afirma site
3 Novela Gênesis está na reta final. Saiba o que vai acontecer
4 Barroso sobre 2022: “Devemos estar preparados para guerra”
5 Casos de Covid-19 estão subindo novamente no mundo, diz OMS

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.