Leia também:
X Facebook punirá usuários que compartilharem notícias falsas

Facebook suspende punições de posts sobre a origem da Covid-19

Alegações de que o vírus foi criado pelo homem não serão mais excluídas

Monique Mello - 30/05/2021 12h15 | atualizado em 30/05/2021 12h40

Facebook não irá mais excluir alegações de que o coronavírus foi criado em laboratório Foto: Reprodução

O Facebook anunciou que não irá mais excluir publicações que questionam a origem do novo coronavírus (SARS-CoV-2), com alegações de que fora criado por humanos em laboratório.A rede social reviu sua política sobre posts relacionados ao vírus, após a consulta com vários especialistas em saúde pública.

A mudança vem logo após uma reportagem do Wall Street Journal revelar informações de um relatório da inteligência dos EUA, que acredita em um possível acidente de laboratório na China.

Em fevereiro, a companhia de Mark Zuckerberg havia anunciado que removeria acusações sobre o desenvolvimento do novo coronavírus ter acontecido em laboratório. Entretanto, o retorno do interesse de cientistas e políticos fez a plataforma rever suas políticas sobre a moderação de conteúdo.

De acordo com o tabloide The Guardian, membros da equipe do Wuhan Institute for Virology procuraram atendimento médico pouco antes do surto de Covid-19, com sintomas parecidos com o da gripe. A reportagem recebeu muitas críticas, sendo acusada de não ter evidências suficientes para repassar a informação.

– À luz de investigações em curso sobre a origem da Covid-19 e em consulta com especialistas em saúde pública, não vamos mais remover de nossos aplicativos a teoria de que a Covid-19 foi uma criação humana. Continuaremos trabalhando com especialistas em saúde para acompanharmos a constante evolução da pandemia e atualizando nossas políticas regularmente à medida que novos fatos e ideias surjam – explicou um porta-voz da empresa.

Leia também1 Juiz ordena volta de entrevista de Hang excluída pelo YouTube
2 YouTube remove 10 vídeos de Bolsonaro sobre cloroquina
3 Bolsonaro aumenta pena para crimes virtuais em até 4 anos
4 Hackers invadem reunião de Guedes e exibem vídeos pornô
5 TSE quebra sigilo de hackers que 'roubaram' página esquerdista

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.