Leia também:
X País europeu pede que celulares da Xiaomi deixem de ser usados

Ex-funcionária do Facebook diz que sentia ter ‘sangue nas mãos’

Em entrevista à CNN, Sophie Zhang fez novas denúncias contra a empresa e afirmou que poderia testemunhar no Congresso

Henrique Gimenes - 13/10/2021 15h11 | atualizado em 14/10/2021 03h09

Ex-funcionária do Facebook disse que sentia ter sangue nas mãos Foto: EFE/Gian Ehrenzeller

Mais uma ex-funcionária do Facebook decidiu fazer denúncias contra a empresa. No domingo (10), em entrevista à CNN dos Estados Unidos (EUA), Sophie Zhang disse sentir que tinha “sangue nas mãos” após trabalhar para a empresa e revelou que poderia testemunhar sobre o caso no Congresso.

Sophie Zhang atuou como cientista de dados no Facebook durante três anos, mas foi demitida pela empresa em 2020. Após sua saída, ela escreveu um memorando dando detalhes de como, em sua opinião, o Facebook não estaria atuando no combate ao ódio e à desinformação fora dos EUA.

À CNN, a ex-funcionária do Facebook disse ter se sentindo encorajada a testemunhar após outra ex-funcionária da empresa, Frances Haugen, falar aos congressistas na semana passada.

Em suas redes sociais, Sophie Zhang disse acreditar que investigações contra a empresa estão em andamento nos EUA.

– Forneci documentação detalhada sobre possíveis violações criminais a uma agência de aplicação da lei dos EUA. Meu entendimento é de que a investigação ainda está em andamento – apontou.

Já na entrevista à emissora, Zhang também falou sobre sua demissão e explicou que o Facebook alegou problemas de desempenho para dispensá-la.

Leia também1 Ex-gerente denuncia: Facebook sabia dos danos a usuários
2 Ministério da Justiça notifica Facebook por queda nas redes sociais
3 Gaspar fala sobre demissão na Globo: "Triste perder tudo isso"
4 'Lógico que ampliamos nossa rede com o Telegram. Não tem censura'
5 Escola do RJ envia carta aos pais alertando sobre a série Round 6

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.