Leia também:
X Após perder suporte ao app, rede social Parler tem site desativado

WhatsApp obriga envio de dados ao Facebook e cria polêmica

Concorrentes começam a ganhar espaço com a polêmica do aplicativo de mensagens

Paulo Moura - 12/01/2021 09h06 | atualizado em 04/02/2021 14h27

WhatsApp tem causado polêmica com nova regra de compartilhamento de dados Foto: Pixabay

Uma mudança nada amigável do WhatsApp tem causado forte polêmica entre os usuários do aplicativo de mensagens mais popular do mundo. A atualização é relacionada às politicas de compartilhamento de dados da plataforma, que agora passará a obrigar quem utiliza o sistema a repassar suas informações ao Facebook, dono do WhatsApp. Quem não concordar será convidado a apagar o app e a desativar a conta.

– A política de privacidade e as atualizações dos termos de serviço são comuns na indústria, e estamos informando os usuários com ampla antecedência para que revisem as mudanças que entrarão em vigor em 8 de fevereiro. Todos os usuários devem aceitar as novas condições se quiserem continuar usando o WhatsApp – disse um porta-voz do Facebook à agência AFP.

As exceções ao novo regulamento serão a União Europeia e o Reino Unido. Devido a acordos firmados com organizações de proteção de dados da região, a empresa não vai impor o compartilhamento de informações. Em outras partes do mundo, a medida gerou uma série de críticas, e até o empresário Elon Musk, CEO da Tesla e homem mais rico do mundo, sugeriu que os internautas troquem de aplicativo.

– Usem o Signal (concorrente do WhatsApp) – escreveu Musk em seu Twitter.

Na prática, o Facebook declarou que as novas condições “permitirão o compartilhamento de informações adicionais entre WhatsApp e Facebook e outros aplicativos como Instagram e Messenger”. Isso inclui dados do perfil, mas não o conteúdo das mensagens, que seguem sendo encriptadas, de acordo com a empresa.

Também poderão ser compartilhados números de contatos, atualizações de status, dados sobre a atividade do usuário no aplicativo (como tempo de uso ou o momento em que ele está online), foto de perfil, entre outros. Conforme a página, o objetivo da coleta de dados é “operar, fornecer, melhorar, entender, personalizar, oferecer suporte e anunciar nossos serviços”.

CONCORRÊNCIA DO WHATSAPP CRESCE COM A POLÊMICA
As notícias sobre a alteração da política de dados do WhatsApp refletiram no mercado e fizeram muitas pessoas abandonar o tradicional app e migrar para concorrentes nos últimos dias. A plataforma de dados Sensor Tower apontou que mais de 100 mil pessoas já haviam baixado o Signal, app indicado por Elon Musk.

O Telegram, por sua vez, consolidou-se ainda mais como o principal concorrente do WhatsApp e registrou quase 2,2 milhões de downloads, segundo a agência Reuters. Vale lembrar que o Pleno. News já possui um canal no Telegram no qual você pode ficar atualizado e acompanhar as principais notícias, basta clicar neste link e seguir a página.

Leia também1 Governo lamenta decisão da Ford de encerrar a produção
2 CBF projeta mudar calendário por Libertadores e Mundial
3 Gilmar encerra dois inquéritos abertos com delação de Palocci
4 CoronaVac: Rede quer análise do uso emergencial em 3 dias
5 EUA: Joe Biden diz não ter medo de jurar cargo ao ar livre

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.