Leia também:
X Donald Trump anuncia que vai banir o TikTok dos EUA

Twitter permite que usuário escolha quem pode comentar

Respostas podem ser restritas a pessoas seguidas pelo usuário ou mencionadas na postagem

Pleno.News - 12/08/2020 10h13 | atualizado em 12/08/2020 10h18

Twitter anuncia nova facilidade Foto: Pixabay

A rede social Twitter anunciou que a partir desta terça-feira (11) está habilitada para todos os usuários a opção de escolher quem pode responder às suas mensagens. Uma medida que poderia mudar a natureza das conversas na plataforma se seu uso for estendido.

De agora em diante, antes que uma pessoa faça uma publicação, serão oferecidos três grupos que poderão responder ao tuíte: todos os usuários, como até agora; somente aqueles que o usuário segue; ou que somente aqueles que foram mencionados diretamente.

Se um usuário não tiver permissão para responder a um tuíte, essa opção aparecerá bloqueada e em cinza, embora ele possa ver essa mensagem, retuitá-la e curti-la.

Segundo a diretora de gestão de produtos do Twitter, Suzanne Xie, o objetivo é que as pessoas se sintam confortáveis na rede social e possam ter conversas significativas que, segundo ela, antes não eram possíveis.

A medida é relevante porque afeta totalmente a natureza do Twitter, um fórum onde até agora todos podiam dar sua opinião pública sobre o que os outros estavam dizendo, algo que a empresa garantiu que ainda será possível se a mensagem em questão for retuitada e um comentário for adicionado.

Um dos aspectos que a nova opção oferecida pelo Twitter pode levantar mais questões é que ela afeta todos os usuários, incluindo figuras públicas e autoridades políticas, que agora também poderão decidir quem responde às suas mensagens.

Nesta terça-feira, o principal concorrente do Twitter, o Facebook, anunciou que entre abril e junho eliminou mais do dobro do conteúdo de ódio que no trimestre anterior, coincidindo com o início do boicote publicitário contra a empresa instigado precisamente por essa questão.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Nome sujo? Serasa lança ação para quitar dívidas por R$ 100
2 Auxílio bloqueado: Metade dos casos tem resolução no app
3 Leia! Falamos com o criador da Parler, a rede contra a censura
4 Saiba qual é a função de cada botão de comando no Parler
5 De Olavo a Ana Paula do Vôlei: Veja quem está no Parler

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.